Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



https://www.publico.pt/economia/noticia/funcionarios-publicos-recebem-esta-semana-salarios-com-corte-m

Funcionários públicos recebem esta semana salários com corte menor

A partir desta quarta-feira, o salário dos trabalhadores que ganham acima de 1500 euros terá um corte mais pequeno.

 
Funcionários públicos recuperam alguma margem no seu rendimento.

Os funcionários públicos com salários acima de 1500 euros mensais terão um corte menor na remuneração do mês de Abril, que começa a ser paga esta quarta-feira. A partir desta semana, estes trabalhadores terão um corte no salário entre 1,4% e 4%, inferior à redução entre 2,1% e 6% que lhes foi aplicada no primeiro trimestre do ano.

Os funcionários das Finanças, da Defesa, da Segurança Social, da Cultura e dos Negócios Estrangeiros, que recebem o salário no dia 20 de cada mês, serão os primeiros a sentir no bolso mais um passo na eliminação dos cortes. Seguem-se os trabalhadores dos restantes ministérios, que recebem até ao final desta semana.

Em 2011, os trabalhadores do Estado com salários acima de 1500 euros brutos viram o seu salário sofrer uma redução entre 3,5% e 10%. Nos anos seguintes, o anterior Governo tentou agravar os cortes, mas as suas pretensões foram chumbadas pelo Tribunal Constitucional e, em Setembro de 2014, foram recuperados os cortes de 2011 com a promessa de que seriam eliminados progressivamente até 2019.

Em 2015, o corte passou a oscilar entre 2,8% e 8% e o Executivo de António Costa – pressionado pelos partidos que apoiam o Governo no Parlamento – prometeu eliminar totalmente esta redução ao longo de 2016. A medida está prevista na Lei 159-A/2015, publicada em Dezembro do ano passado, que extingue a redução remuneratória na Administração Pública.

É o que está a acontecer a um ritmo trimestral, para que em Outubro as taxas de redução desapareçam por complemento.

Porém, os trabalhadores que estiveram sujeitos aos cortes não vão recuperar totalmente o salário que recebiam em 2011. Nos últimos cinco anos, foram tomadas várias medidas que penalizaram os rendimentos dos trabalhadores do sector público (e também do privado), nomeadamente o agravamento dos descontos para a ADSE, que passarma de 1,5% do salário para 3,5%.

Comentários:

JOÃO ALEXANDRE-ABRANTES

Aposentado , Abrantes

Apraz-me aqui este artigo da srª Raquel Martins, e porquê?. Penso que a matéria em apreço está explanada de forma isenta. De facto impõe-se que o jornalismo em democracia seja, apesar da natural tendência política pessoal de quem o executa, o mais distendida possível. Costumo em termos noticiosos diários de TV de seguir a SIC. Hoje nos seus boletins informativos também esta estação tem dedicado a esta matéria da recuperação dos salários dos TFP algum relevo, mas, acontece que, de forma não muito isenta, pois que, ressalva estar aqui em causa a reversão de cortes feitos pelo ex-governo de Pedro Passos Coelho, quando se o queria relevar então deveria falar em cortes iniciados pelo de Sócrates que PPC manteve. Seria de esperar do director de informação SIC sr. Ricardo Costa algum cuidado?.!!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:37


Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

calendário

Abril 2016

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930



Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D