Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




SERÁ QUE VOLTEI AOS MEUS TEMPOS DE JOVEM?

por O Fiscal, em 17.02.14

ACTUALMENTE TENHO 65 ANOS...MAS HOJE TIVE A SENSAÇÃO QUE ESTAVA AÍ POR VOLTA DOS ANOS DE 1964-1965 COM OS MEUS 16-17 ANOS EM QUE FAZIA PARTE DE UM GRUPO DE JOVENS(ADMIRADORES DE UM ENTÃO JÁ BEM ADULTO " VERDADEIRO ANTIFASCISTA " LOCAL DE SEU NOME " JUIZ ANTUNES ") NA MINHA TERRA NATAL " MAÇÃO " NA SUA COMPANHIA NOS ESCONDÍAMOS EM DETERMINADOS DIAS DA SEMANA PELO PRINCÍPIO DA MADRUGADA PARA OUVIRMOS NOTÍCIAS DA REALIDADE DO NOSSO PAÍS VEICULADA POR EXEMPLO POR  " RÁDIO MOSCOVO - VOZ DE ARGEL - BBC "....

MAS ESTARÃO QUIÇÁ A PENSAR A QUE PROPÓSITO VEM ISTO AGORA?....ORA AQUI VAI!....

 

http://www.noticiasaominuto.com/economia/175427/o-heroi-surpresa-chamado-portugal#.UwJiMIWsC0k

 

Financial Times O "herói-surpresa" chamado Portugal

 

A recuperação portuguesa não passa despercebida e o Financial Times voltou a colocar os esforços ‘lusos’ nas bocas do mundo. Num artigo onde descreve o país como o “herói-surpresa da retoma na Zona Euro”, este jornal destaca o importante papel das exportações e do turismo na luta contra a crise.

 

Economia

O herói-surpresa chamado Portugal

Foram “três anos de austeridade castigadora e de profunda recessão” que, entre as mais variadas consequências, “impulsionaram um êxodo” agravado.


Segundo o Financial Times, estima-se que, em Portugal, “cerca de 200 jovens licenciados e outro tipo de emigrantes saiam diariamente do país”, e, para agravar a situação, “o duro programa de ajustamento deixou um rasto de devastação”: “Dezenas de milhares de pequenas empresas faliram, os salários e as pensões encolheram, as desigualdades agravaram-se e muitas vidas ‘enferrujaram’ devido ao desemprego de longa duração”. Mas nem isso afasta uma visão otimista de recuperação.

Portugal, “o herói-surpresa da retoma na Zona Euro”, como assim é retratado na publicação, viu no turismo e nas exportações o seu colete de salvação. Os terminais de carga e os centros comerciais assumem-se como os locais anticrise, espelhando “um aspeto menos conhecido do penoso ajustamento económico que Portugal está a fazer”.

No texto assinado pelo jornalista Peter Wise, é destacado “o crescimento homólogo de 1,6% no último trimestre de 2013”, que “superou qualquer outro membro da Zona Euro, incluindo a Alemanha”. O crescimento português, face ao trimestre anterior (0,5%), salienta, apenas foi ultrapassado pela Holanda e “arrasou as estimativas dos economistas, que apontavam para um aumento de apenas 0,1%”.

“As reformas estruturais profundas”, consequentes da crise da dívida soberana, colocam Portugal na categoria de “nova vedeta do crescimento na Zona Euro”, tal como Christian Schulz já o tinha dito. E se há males que vêm por bem, a crise é um deles, uma vez que, lê-se no texto do Financial Times, as dificuldades impulsionaram uma melhor competitividade a nível das exportações.

Neste sentido, o mesmo jornal lembra os produtos portugueses exportados para "clientes de topo, como a realeza britânica, e a celebridades, como David Beckham e Madonna”.

Numa espécie de livro de elogios, a publicação cita ainda o economista Ralph Solveen que classificou Portugal como “maior surpresa positiva na periferia do euro”, deixando para trás países como a vizinha Espanha, que ainda não conseguiu uma descida tão significativa do desemprego.

Contudo, o ceticismo na recuperação total continua a dominar o pensamento dos portugueses e, para o jornal, muitos cidadãos “não têm grandes perspetivas de um alívio imediato das dificuldades que vivem”.

O dia de amanhã continua a ser uma incógnita e, quem sabe, aqueles que se viram obrigados a abandonar o país “poderão ser talvez os melhores juízes para avaliarem se as mudanças alcançadas valeram o preço a pagar”

E ENTÃO!...JÁ VIRAM ALGUM ÓRGÃO DE COMUNICAÇÃO NACIONAL FALAR TÃO " TERRA A TERRA " SOBRE A NOSSA ACTUALIDADE(E NOTE-SE QUE O CONCEITUADO FINANCIAL TIMES NÃO CHEGA POR UMA VEZ A NECESSITAR DE POR EM RELEVO O NOSSO LADO GOVERNAMENTAL MAS SIM " O PORTUGAL/HERÓI SURPRESA ")?....NÃO...O QUE VAMOS VENDO EM DESTAQUE É POR EXEMPLO:

 

 

Sócrates "Falar em milagre económico é piada de mau gosto"

 

08:51 - 17 de Fevereiro de 2014

Falar em milagre económico é piada de mau gosto

                                                                                         OU                                                                                       

 

Marcelo "É quase impossível que não seja uma saída limpa"

 

08:56 - 17 de Fevereiro de 2014

É quase impossível que não seja uma saída limpa

DESTES 2 EXEMPLOS DIRIA SIMPLESMENTE:

__ DO 1º....MAIS PALAVRAS PARA QUÊ...É UM ARTISTA..MAS DE SENTIDO BASTANTE NEGATIVO(?)...

__ DO 2º....DIRIA SIMPLESMENTE...LEMBREMO-NOS DO QUE DIZIA AINDA NÃO HÁ MUITOS MESES....

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:49


Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

calendário

Fevereiro 2014

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
232425262728



Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D