Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



http://www.publico.pt/mundo/noticia/eua-e-cuba-vao-restabelecer-relacoes-diplomaticas-1679756

 

 EUA e Cuba vão restabelecer relações diplomáticas

Cinco décadas de sanções, disse Barack Obama, não ajudaram nem os cubanos nem os interesses norte-americanos. "A mudança é difícil, principalmente quando carregamos o peso da história nas costas. Mas estas mudanças são necessárias”, afirmou.

“Hoje, os Estados Unidos estão a mudar a sua relação com o povo de Cuba.” Assim começou o Presidente Barack Obama a intervenção em que anunciou aos norte-americanos uma mudança radical nas relações com Havana que deverá conduzir nos próximos meses ao “restabelecimento total das relações diplomáticas” interrompidas desde Janeiro de 1961.

Afirmando que o embargo em vigor há cinco décadas “falhou todos os seus objectivos”, Obama disse não poder permitir que as “sanções norte-americanas sejam mais um peso para os cidadãos” de Cuba. Estas sanções, afirmou Obama, também “fracassaram em fazer avançar” os interesses norte-americanos em Cuba. “Hoje, Cuba ainda é governada pelos Castros e pelo Partido Comunista que tomou o poder há cinco décadas”, disse. Depois, lembrou outros países governados por comunistas com os quais os EUA têm relações: a China ou o Vietname, este um caso especialmente significativo por causa da guerra mortífera que opôs os dois países.

“Há muito tempo que eu estou preparado para mudar de políticas”, afirmou o líder norte-americano.....Obama disse que já instruiu o secretário de Estado, John Kerry, para “começar imediatamente discussões para reestabelecer relações diplomáticas”, “reabrir uma embaixada em Havana” e “rever a designação de Cuba como um Estado que apoia o terrorismo”......“Esta decisão do Presidente Obama merece o nosso respeito e o reconhecimento do nosso povo. Quero reconhecer o apoio do Vaticano, especialmente do Papa Francisco, para melhorar as relações entre Cuba e os EUA. Agradeço igualmente ao Governo canadiano por ajudar a realizar conversações de alto nível entre os dois países”, dizia, em simultâneo, em Havana, o Presidente Raúl Castro.....“O embargo que impusemos há cinco décadas está codificado em legislação”, disse ainda Obama, que espera “iniciar com o Congresso um diálogo honesto e sério para o levantamento do embargo”. Uma tarefa que não se avizinha fácil: “.....Castro não deixou naturalmente de falar do embargo, notando que “apesar de este se ter tornado lei, o Presidente dos EUA pode modificá-lo através de acções executivas.”.....O papel do Papa
O papel do Papa Francisco foi fundamental.....As negociações dos últimos meses, que tiveram lugar no Canadá e envolveram “um grupo bipartidário de membros do Congresso”.....“Orgulhosamente, os EUA apoiaram a democracia e a defesa dos direitos humanos em Cuba”, disse o Presidente norte-americano, avisando que se mantêm divergências difíceis de ultrapassar. “Os cubanos dizem ‘no es facil’, não é fácil. A mudança é difícil, principalmente quando carregamos o peso da história nas costas. Mas estas mudanças são necessárias”, afirmou. "Devemos aprender a conviver com as nossas diferenças", disse Castro.....

Por outro lado, há muitas áreas onde os dois governos podem trabalhar, disse Obama, enumerando “a saúde, a imigração ou o combate ao tráfico de droga”, entre outras.

“Acredito no fluxo livre de informação. Infelizmente, as nossas sanções a Cuba limitaram o acesso dos cubanos a tecnologias que deram poder a indivíduos por todo o globo”, disse Obama. Com as mudanças agora anunciadas, as empresas de telecomunicações vão poder construir infra-estruturas em Cuba e será possível exportar para a ilha software de comunicações, hardware e aplicações.

“Não espero que as mudanças que estou a anunciar levem a uma mudança da noite para o dia na sociedade cubana”, disse ainda Obama. O essencial, sublinhou, é perceber que “os últimos 50 anos mostraram que o isolamento não funciona”............

Comentários:

 

JOÃO ALEXANDRE-ABRANTES

Aposentado , Abrantes

Antes de mais um sincero desejo "que se venha a concretizar de facto este acordo EUA - Cuba"..depois um enorme aplauso aos Presidentes Barack Obama e Raul Castro..depois ainda o quiçá regozijo ainda vivido pelo grande comandante Fidel face a este passo em frente por parte dos dois países..por último, mas decerto, principalmente, para um grande..grande..povo cubano, que pelo seu espírito de resistência tem "passado as passas do algarve!" nestes já mais de 50 anos, mas sempre com uma alegria esfusiante(disso fui testemunha in loco há mais de 10 anos),onde presenciei as enormes dificuldades da sua vivência, de toda a ordem, impostas/diga-se, mas sempre com um trato afável/humilde/de autêntica sinceridade/a quem os visitava,um tanto já tarde/mas mais vale/do que nunca,os cubanos merecem-no..!!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:39



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

calendário

Dezembro 2014

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031



Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D