Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



http://expresso.sapo.pt/expresso-intenta-acao-por-ter-sido-proibido-de-entrevistar-socrates=f903507

Expresso intenta ação por ter sido proibido de entrevistar Sócrates

A direção do jornal relembra que a liberdade de imprensa é um direito constitucional que implica o direito de os jornalistas terem livre acesso às fontes de informação.

/ Diário on line

Na edição deste sábado, o Expresso divulga aos seus leitores as 81 perguntas que pretende fazer ao ex-primeiro-ministro José Sócrates

A direção da Expresso intentou esta sexta-feira uma ação judicial com o objetivo de anular a decisão que impede o jornal de entrevistar o ex-primeiro-ministro José Sócrates. Perante a recusa comunicada pelo diretor-geral de Reinserção e Serviços Prisionais (DGRSP), sustentada nos pareceres do juiz de instrução e do Ministério Público, o Expresso avançou com uma "Intimação para proteção de Direitos, Liberdades e Garantias".
 
Citando o ponto 3 do Código Deontológico do Jornalista, que afirma que qualquer jornalista deve "lutar contra as restrições no acesso às fontes de informação e as tentativas de limitar a liberdade de expressão e o direito de informar", a direção do Expresso alega que o despacho do juiz, em que se baseou a decisão do DGRSP, só se pode opor à concessão de autorização da dita entrevista com base "na ponderação do prejuízo da mesma para as finalidades da prisão preventiva". Em consequência, o juiz tem de fundamentar a sua recusa com esta submissão e explicar porque impede um jornal de aceder a uma fonte de informação.
 
A direção do jornal relembra que a liberdade de imprensa é um direito constitucional que implica o direito de os jornalistas terem livre acesso às fontes de informação. Algo, que, sustenta a direção do Expresso no processo intentado, não está a ser tomado em conta nesta decisão do juiz. Por isso, a direção do Expresso pretende assegurar o exercício, em tempo útil, do seu direito de liberdade de imprensa, solicitando que lhe seja "concedida autorização para aceder à fonte identificada e dela recolher a informação que entender por conveniente, podendo publicá-la".  
 
Na edição deste sábado, o Expresso divulga aos seus leitores as 81 perguntas que pretende fazer ao ex-primeiro-ministro José Sócrates. Fica assim claro e evidente que a entrevista seria de inegável interesse público.

A MINHA AQUI APRECIAÇÃO - ANTES DE MAIS " DECLARAÇÃO DE INTERESSES "...««« SOU LEITOR ASSÍDUO E COM ELEVADO GOSTO HÁ DEZENAS DE ANOS DO JORNAL EXPRESSO »»».... REMETENDO-ME AO AQUI NOTICIADO, EMBORA RESSALVANDO O QUE AINDA PODE VIR A SER COMPLEMENTADO PELA EDIÇÃO EM PAPEL DE AMANHÃ, QUER-ME PARECER QUE " A DIRECÇÃO! " DO JORNAL, TEM POR UM LADO RAZÃO (REFIRO-ME, A LIBERDADE DE IMPRENSA, ACESSO A FONTES DE INFORMAÇÃO, PROSSECUÇÃO DO INTERESSE PÚBLICO E SEU  DIREITO DE RECURSO/CONTESTAÇÃO), MAS POR OUTRO LADO(PELO QUE E COMO/NO QUE AQUI EXPÕE) PERDE A RAZÃO ( REFIRO-ME A FALTAS?, TAIS COMO, É POUCO CLARO QUIÇÁ TENDENCIOSAMENTE QUE SE VAI INTERPOR A UMA DECISÃO DA DGRSP/PARA A QUAL FORAM COMPREENSÍVELMENTE OUVIDOS OS 2 MAGISTRADOS Á FRENTE DO CASO "MARQUÊS"/MAIS PARECENDO UM AFRONTAMENTO AOS MESMOS VG. AO JUIZ,  TANTO ALUDE/NO QUE DIZ RESPEITO ÁQUELA INTERVENÇÃO/ COMO PARECERES COMO DESPACHO? DO JUIZ, ALEGA FALTA DE FUNDAMENTAÇÃO DA DECISÃO  CURIOSAMENTE NÃO DA DGRSP MAS DO JUIZ/AFINAL EM QUE FICAMOS"PARECER OU DESPACHO?", DEPOIS INTERPRETANDO PELO SUPRA REFERIDO COMO DITO PELA DIRECÇÃO O QUE O JORNAL PRETENDERIA ERA UMA ENTREVISTA PESSOAL/PRESENCIAL AO SR. SÓCRATES NO INTERIOR DO EP ÉVORA/QUIÇÁ CONDUZIDA SABE-SE LÁ POR QUEM? MUNIDO DE GRAVADOR E PORQUE NÃO DE CÂMARA/ OU SERÁ QUE FOI IMPEDIDO DE FAZER CHEGAR A SÓCRATES AS PERGUNTAS E NA VOLTA POR IDÊNTICO MODO DE RECEBER AS RESPOSTAS?É QUE ME PARECE PELO JÁ OCORRIDO SÓCRATES NÃO TEM SIDO IMPEDIDO DE COMUNICAR COM O EXTERIOR...PELO QUE, A BEM DO ALEGADO, " INEGÁVEL INTERESSE PÚBLICO " MAS AINDA ASSIM E TAMBÉM DO " INTEGRAL CONHECIMENTO PÚBLICO ", ESPERA-SE QUE AMANHÃ O EM PAPEL JORNAL EXPRESSO, PUBLIQUE CASO O QUEIRA/SEJA POSSÍVEL(?) O PEDIDO FEITO Á DGRSP, A SUBMISSÃO POR ESTA Á INVESTIGAÇÃO, O RETORNO DESTA Á DGRSP "SEJA LÁ PELA FORMA QUE O TIVER SIDO/PARECER OU DESPACHO" E AINDA A DECISÃO/COMUNICAÇÃO DA DGRSP AO EXPRESSO....

ADENDA - CONTRARIAMENTE AO QUE AINDA ESPERAVA, O EXPRESSO NA SUA EDIÇÃO EM PAPEL DO PASSADO SÁBADO(20/12), NÃO PUBLICA QUALQUER DOS FACTOS A QUE ALUDO NA PARTE FINAL SUPRA, O QUE É LAMENTÁVEL, POIS ISSO PERMITIRIA AOS LEITORES PERCEBER CLARAMENTE O QUE AFINAL ESTÁ EM CAUSA, QUER DO LADO DO JORNAL QUER DAS ENTIDADES ENVOLVIDAS( AH!... CFR. O ARTIGO DE OPINIÃO DO SEU JORNALISTA SR. FERNANDO MADRINHA "A ENTREVISTA" /in pág. 12/...O JORNAL QUER(IA) UMA ENTREVISTA PRESENCIAL/...POR SUA VEZ O JORNAL SOL DE 19/12 REFERE QUE O QUE É RECUSADO PELAS AUTORIDADES É ENTREVISTAS FEITAS NO INTERIOR DO EP NÃO  O IMPEDIMENTO DE COMUNICAÇÃO COM O EXTERIOR/ALIÁS COMO JÁ OCORREU). DONDE SE O EXPRESSO TEM 81 QUESTÕES PARA COLOCAR A  SÓCRATES, PARECE QUE NADA OBSTA A QUE O FAÇA VIA FORMA ESCRITA " PERGUNTA/RESPOSTA " COM CONSEQUENTE PUBLICAÇÃO, COMO " ENTREVISTA " QUE PARA TODOS OS EFEITOS NÃO O DEIXA DE SER!!

2ª ADENDA - TENDO EM VISTA, A PARTE FINAL DO POST SUPRA E A ADENDA RECTRO, EIS AQUI O QUE O JORNAL EXPRESSO PODERIA E DEVERIA TER FEITO, EM VEZ DUM CERTO AUTISMO Á VOLTA DA SUBJACENTE MATÉRIA:

http://www.publico.pt/sociedade/noticia/socrates-diz-que-nao-foi-confrontado-nem-com-provas-nem-com-factos-1681064

 

 Sócrates diz que não foi confrontado nem com provas nem com factos

Ex-primeiro-ministro respondeu a seis perguntas feitas pela TVI.

José Sócrates diz que não foi confrontado nem com provas nem com factos quando foi interrogado pelo juiz Carlos Alexandre, no âmbito da investigação de que é alvo.

O antigo primeiro-ministro aceitou responder por escrito desde a cadeia de Évora a seis perguntas feitas pela TVI.

Sócrates afirma que respondeu às perguntas em legítima defesa, contra a “sistemática e criminosa violação do segredo de justiça”, que configura, na sua opinião, “uma agressão feita cobardemente e a coberto do anonimato”. E responsabiliza aqueles que, tendo o processo à sua guarda, não o guardaram como deviam.

O antigo primeiro-ministro reitera à TVI que o seu processo é de contornos políticos.

 

 









Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:34


Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

calendário

Dezembro 2014

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031



Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D