Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




AFINAL...AINDA SE HONRA A MEMÓRIA?

por O Fiscal, em 15.04.14

SEM QUALQUER ESPÉCIE DE " VANGLORIARISMO " E SERVINDO DE ADITAMENTO AOS MEUS POST´s DE 23 DE JANEIRO ««SE A HIPOCRISIA PAGASSE IMPOSTO »» DE 7 DE FEVEREIRO «« SOBRE O AINDA E SEMPRE EXEMPLAR CAPITÃO DE ABRIL »» E DE 26 DE MARÇO «« APLAUDE-SE..E..DESAPLAUDE-SE! »

CONFESSO QUE HOJE LI UMA NOTÍCIA QUE SOBEJAMENTE ME AGRADOU POR SE ENQUADRAR NOS MEUS PRINCÍPIOS QUIÇÁ " FUGIDOS POR VEZES AO POLITICAMENTE CORRECTO " E QUE NÃO QUERO DEIXAR DE PARTILHAR....

 

VAMOS LÁ ENTÃO AO NOTICIADO:

http://www.publico.pt/politica/noticia/restos-mortais-de-salgueiro-maia-devem-permanecer-no-cemiterio-de-castelo-de-vide-diz-viuva-1632256#/0

Restos mortais de Salgueiro Maia devem permanecer no cemitério de Castelo de Vide, diz viúva

A vontade expressa em testamento pelo militar de Abril manifesta o desejo de ser sepultado em campa rasa na terra onde nasceu em 1944.


O apelo lançado por Manuel Alegre à Assembleia da República, no início do ano, para que estes aprovassem a trasladação dos restos mortais do capitão Salgueiro Maia do cemitério de Castelo de Vide, onde se encontra sepultado desde 1992, para o Panteão Nacional, mereceu a reprovação de Natércia Maia, viúva do militar.

 

A posição de Natércia Maia, que tinha mantido o silêncio em relação ao apelo de Manuel Alegre, foi assumida no decorrer das comemorações do 40º aniversário do 25 de Abril que se iniciaram no sábado em Castelo de Vide, terra natal do militar que comandou a coluna militar vinda de Santarém e que foi determinante para o eclodir do regime democrático em Portugal.

 

A viúva de Salgueiro Maia afirma que a vontade do seu marido, assumida no testamento que escreveu em 1989, três anos antes da sua morte, ao exigir ser sepultado em campa rasa e sem honras de Estado, “deve ser respeitada”.

 

É este desejo que Natércia Maia quer ver satisfeito “enquanto for viva”, afirmando emocionada que os restos mortais do capitão de Abril “vão permanecer em Castelo de Vide”.

 

O presidente da Câmara de Castelo de Vide, António Pita, recordou como também ficou “surpreendido” com a proposta da eventual trasladação dos restos mortais de Salgueiro Maia para o Panteão Nacional, quando o testamento do militar expressa a vontade de querer ficar sepultado em campa rasa no talhão dos combatentes na terra onde nasceu em 1944, e identificado com uma lápide muito simples.

 

A posição da viúva e do autarca foi contrariada por um dos membros da Associação 25 de Abril, o coronel Garcia Correia, que se deslocou a Castelo de Vide à frente de uma delegação vinda de Santarém para homenagear o seu companheiro de armas, defendendo a trasladação de Salgueiro Maia para o Panteão Nacional, que classificou de “herói nacional” e, como tal, os seus restos mortais “ deixam de pertencer apenas à terra onde nasceu”.

 

Salgueiro Maia morreu vítima de doença cancerígena em 1992, no Hospital Militar em Lisboa.

 

MAS MAIS....HÁ MUITO QUE SE ESPERAVA UMA TOMADA DE POSIÇÃO DA FAMÍLIA " SALGUEIRO MAIA " SOBRE ESTA AQUI EM CAUSA PROBLEMÁTICA PELO QUE LOUVE-SE APESAR DE TUDO " A CORAGEM " DA SRª NATÉRCIA MAIA...NÃO SEM QUE SEJA DE LAMENTAR A TODOS OS NÍVEIS A POSIÇÃO AINDA POR CIMA PRESENCIAL(PESSOAL E LOCALMENTE) ASSUMIDA PELO SENHOR CORONEL GARCIA CORREIA(EM NOME DA ASSOCIAÇÃO 25 DE ABRIL)PESSOA QUE DESCONHEÇO MAS QUE ACHO PERFEITAMENTE ENQUADRÁVEL EM DETERMINADO SECTOR DO PENSAMENTO HOJE EM VOGA....

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:06


Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

calendário

Abril 2014

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930



Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D