Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



O SR. PR CAVACO SILVA NUMA ENTREVISTA HOJE AO JORNAL EXPRESSO, VEM POR UM PONTO FINAL, QUANTO A UMA BADALADA CAMPANHA, QUE POR AÍ TEM VINDO A SER PROMOVIDA, POR UNS CERTOS DITOS, " SENADORES! " (MAIS PARECIDOS COM UMA BRIGADA DO REUMÁTICO/TAL A MISTURA), PSEUDO ANALISTAS/COMENTADORES E SECTORES POLÍTICO/PARTIDÁRIOS(COM PS NA VANGUARDA). REFIRO-ME É CLARO Á VELHA EXIGÊNCIA DE «« ELEIÇÕES ANTECIPADAS JÁ »». DIZ ELE, EM RESUMO, AS PRÓXIMAS ELEIÇÕES LEGISLATIVAS OCORRERÃO NO PERÍODO NORMAL E LEGALMENTE ESTABELECIDO, A NÃO SER QUE VENHA A OCORRER UMA CRISE POLÍTICA GRAVE. EIS QUE POUCAS HORAS DECORRIDAS DA CHEGADA ÁS BANCAS DAQUELE SEMANÁRIO, O PS PELA VOZ ABALIZADA/AUTORIZADA DO SR. VIEIRA DA SILVA, VEM ACUSAR O SR. PR DE " SUBORDINAÇÃO! " AO GOVERNO DE PPC, ADIANTANDO MESMO QUE ACS MUDOU AGORA DE OPINIÃO RELATIVAMENTE AO VERÃO DE 2013. ORA VS SABE PERFEITAMENTE QUE NÃO HÁ QUALQUER MUDANÇA DE ENTENDIMENTO PRESIDENCIAL. DE FACTO NAQUELA ALTURA O PAÍS ESTAVA NA EMINÊNCIA DE UMA GRAVE CRISE POLÍTICO - GOVERNATIVA (A QUAL SÓ NÃO OCORREU PORQUE Á FRENTE DO GOVERNO ESTAVA E ESTÁ UM HOMEM ASSAZ DETERMINADO/ PPC/, QUER SE GOSTE OU NÃO DO SEU EXERCÍCIO), QUE LEVOU O PR A ACENAR COM UMA A DETERMINADO PRAZO ANTECIPAÇÃO DE ELEIÇÕES CASO HOUVESSE UM POR ELE DETERMINADO/CONCRECTO CONSENSO POR PARTE DO CHAMADO " ARCO DA GOVERNALIDADE ", O QUAL ESTEVE QUASE Á BEIRA DE SER CONSEGUIDO E QUE SÓ NÃO SE ULTIMOU PORQUE Á FRENTE DO PS ESTAVA O SR. SEGURO QUE Á ÚLTIMA DA HORA CEDEU PERANTE UMA TAL AMEAÇA CHANTAGISTA " DE UMA CERTA TRALHA SOCIALISTA! ", ALIÁS AGORA Á FRENTE DO PS E DE QUE VS É PARTE ««« SE ASSINAR ALGUM ACORDO COM A DIREITA CAE-LHE O CARMO E A TRINDADE EM CIMA »»». ORA O SR. VIEIRA DA SILVA/O PS SABE PERFEITAMENTE QUE NESTE MOMENTO ATÉ PODEM HAVER ALGUMAS DIVERGÊNCIAS NA MAIORIA PSD-CDS, MAS NÃO SE LHE DESCORTINA QUALQUER CRISE GRAVE SUSCEPTÍVEL DE INTERVENÇÃO DA PR, PELO QUE, SÓ A DEMAGOGIA SOCIALISTA JUSTIFICA A APRESSADA POSIÇÃO DO SR. V. DA SILVA.....

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:10


«« QUO VADIS! »»....ABRANTES?

por O Fiscal, em 08.11.14

http://www.rederegional.com/index.php/politica/10645-abrantes-apresenta-orcamento-marcado-pela-diminuicao-de-receitas

Abrantes apresenta orçamento marcado pela diminuição de receitas

abrantescamarafotogeral

Com uma redução que ronda os 5 milhões de euros em relação a este ano, a Câmara de Abrantes aprovou o seu orçamento para 2015, no valor de 27,6 milhões de euros, o que corresponde a uma diminuição percentual que ronda os 17%.

Segundo explicou a presidente da autarquia, Maria do Céu Albuquerque, trata-se do orçamento "possível", tendo em conta a "continuação das medidas de austeridade que o país atravessa", a "expectável e acentuada diminuição de receitas" e a "incerteza quanto aos mecanismos de financiamento a disponibilizar pelo novo Quadro Comunitário de Apoio".

Na apresentação e discussão do documento na Câmara, onde o documento passou com a abstenção do eleito da CDU e o voto contra da vereadora do PSD, Céu Albuquerque sublinhou ainda que este é o primeiro de sete orçamentos em que o município vai ser chamado a contribuir para o Fundo de Apoio Municipal (FAM), o instrumento criado pelo governo para ajudar autarquias em situação de asfixia financeira.

Do bolo total, a Câmara de Abrantes vai distribuir cerca de 2,4 milhões de euros a instituições sem fins lucrativos do concelho (IPSS's e coletividades do movimento associativo), às juntas de freguesia e em programas de apoio às famílias, casos de bolsas de estudo, contratos de emprego e inserção profissional, transportes e refeições escolares, entre outros.

Do corpo de investimentos inseridos no documento, em que parte deles são plurianuais, destaque para a construção da nova extensão de saúde do Rossio ao Sul do Tejo e o programa de incentivo à fixação de médicos de família, áreas em que a autarquia até se está a substituir ao Estado, o alargamento da rede de teleassistência para apoio aos idosos, a aposta no Balcão do Empreendedor e do Serviço Municipal de Apoio ao Empresário, o apoio à concretização e dinamização do Banco de Terras, a implementação da estratégia de Revitalização do Comércio no Centro Histórico de Abrantes, e a continuação de projetos como a primeira fase do MIAA ou da estação de canoagem de Alvega, entre outros.

O documento vai ser presente à próxima Assembleia Municipal.

 

Comentários:

#1 joão alexandre 06-11-2014 22:55

5 milhões a menos entre os orçamentos de 2014 para 2015...é muito...é pouco...é o que é, face ás mais diversas contingências de nível nacional e local...mas...v eja-se bem sem sectarismos bacocos...
...uma coisa é certa...na minha opinião...quiçá um pouco menos de metade desse valor a Câmara Municipal de Abrantes, após 2005, "deitou-a para o lixo", é o termo mais que adequado para classificar vários actos de pura «« gestão ruinosa »»,com gastos á volta de determinados projectos megalómanos não concretizados ou inúteis, tais como, RPP SOLAR, OFÉLIA, HOTEL(Vale de Roubam), NOVO QUARTEL DOS BOMBEIROS, NOVO MERCADO DIÁRIO, MIAA,ETC., ETC....AFINAL DE CONTAS... o concelho de abrantes vem mostrando desde há uns anos o reflexo tal e qual como aquele a nível nacional que se nos deparou desde os finais de 2010/2011...e então?...curios amente ou não deriva de uma prática político/partid ária da mesma cor rosa «« PS, claro! »».

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:52


Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

calendário

Novembro 2014

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30



Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D