Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




ENIGMÁTICO OU NEM TANTO ASSIM?

por O Fiscal, em 24.09.14

http://www.publico.pt/politica/noticia/passos-coelho-assinou-com-o-seu-punho-a-declaracao-de-que-estava-em-exclusividade-1670762#/0

 

Passos Coelho assinou pelo seu punho declaração de que estava em exclusividade

 

 

PÚBLICO obteve cópias de dois documentos: um em que o actual primeiro-ministro pede o subsídio de reintegração e outro em que declara que esteve no Parlamento em regime de exclusividade.(ESTES DOCUMENTOS ESTÃO PLASMADOS NO JORNAL)

http://www.publico.pt/multimedia/fotogaleria/novos-documentos-sobre-passos-coelho-339529#/0

Novos documentos sobre Passos Coelho

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:44

EM ADITAMENTO AO MEU POST DE 18 DO CORRENTE, SOBRE ESTA PROBLEMÁTICA(?), Á VOLTA DO ENVOLVIMENTO DO PM SR. PPC EM PRESUMÍVEL FALTA DE ÉTICA/FUGA FISCAL HÁ MAIS DE 15(QUINZE) ANOS E APÓS PRIMEIRA REACÇÃO DO VISADO E ESCLARECIDO PELA AR, EIS QUE O JORNAL PÚBLICO DE ONTEM - 3ª FEIRA " VOLTOU Á CARGA " E PPC TOMA NOVA POSIÇÃO:

http://www.publico.pt/politica/noticia/secretariogeral-do-parlamento-volta-a-contrariar-informacao-prestada-por-passos-coelho-1670596

http://www.publico.pt/politica/noticia/passos-coelho-invocou-exclusividade-parlamento-diz-o-contrario-1670549

http://www.publico.pt/politica/noticia/passos-e-a-transparencia-1670547

http://www.publico.pt/politica/noticia/passos-pede-a-pgr-que-investigue-factos-de-que-nao-se-recorda-1670668http://www.publico.pt/multimedia/video/jornalista-desafia-passos-a-esclarecer-se-recebeu-dinheiro-do-cpc-2014923200140:

Jornalista desafia Passos a esclarecer se recebeu dinheiro do CPC    
 José António Cerejo, um dos jornalistas do jornal «Público» que assina a notícia desta terça-feira sobre o caso Tecnoforma diz que o primeiro-ministro tem uma forma muito fácil de resolver o caso: explicar-se

MAS MAIS:http://www.publico.pt/politica/noticia/passos-pede-a-pgr-para-averiguar-eventual-ilicito-nos-seus-rendimentos-1670609

Passos pede à PGR para averiguar eventual ilícito nos seus rendimentos

Chefe do Governo diz que não deixará de "tirar as consequências" depois dos esclarecimentos da Procuradoria Geral da República.

O primeiro-ministro vai pedir à Procuradoria-Geral da República que investigue se existiu algum ilícito nas suas obrigações fiscais e no exercício de funções enquanto deputado.

“Só há uma maneira de clarificar: que é solicitar à Procuradoria-Geral da República que faça as averiguações especificamente sobre esta matéria que devam ser realizadas de modo a esclarecer se há ou não algum ilícito independentemente de entretanto ter prescrito”, disse Passos Coelho aos jornalistas, na residência oficial, após um encontro com o Presidente do Parlamento Europeu, Martin Schulz.

Ao colocar a sua vida profissional nas mãos da investigação judicial, Passos Coelho parece pretender ficar a salvo de eventuais lapsos de uma reconstituição fiscal da sua vida profissional, entre 1995 e 1999, enquanto era deputado e funcionário da Tecnoforma. Até porque esta empresa já faliu e o contabilista já morreu. Por outro lado, o primeiro-ministro passa uma imagem de transparência. O próprio disse: “Não posso ser mais claro e mais aberto.”

Passos Coelho reiterou “não ter condições” para se recordar da sua declaração de rendimentos de há “16, 18 ou 19 anos”.

“Eu acredito nas instituições públicas. Deve ser a Procuradoria-Geral da República a esclarecer os termos dessa relação jurídica entre a empresa na qual exerci funções [Tecnoforma/CPPC]”, afirmou, pedindo um “esclarecimento cabal tão rápido quanto possível”.

“Não deixarei de tirar as minhas conclusões, as minhas consequências em função daquilo que for o entendimento que a Procuradoria-Geral da República vier a fazer sobre esta matéria”, disse, sem especificar quais as ilações.

O primeiro-ministro disse não ter lido o esclarecimento divulgado esta terça-feira pelo secretário-geral da Assembleia da República, Albino Azevedo Soares.

Anunciando que o pedido para a PGR irá seguir esta terça-feira, Passos Coelho insistiu que a solicitação incide no “tipo de ilícito que possa existir e se  existe, independentemente de ter um quadro de prescrição associado”.

Comentários:

JOÃO ALEXANDRE-ABRANTES

Aposentado , Abrantes

Finalmente...o PM sr. PPC, toma sobre a "problemática", nascida, note-se, com denúncia anónima, escrita á mão e sem qualquer prova, há uns meses, perante a PGR, versando afinal, possíveis faltas de ética/fuga fiscal há mais de 15 anos atrás, dizia eu, a posição que se lhe impunha desde o início, afinal de contas, muito embora qualquer possível procedimento administrativo ou penal esteja prescrito sobre o acto denunciado, urge que quer se confirme ou não, tudo seja devidamente esclarecido, com assunção de consequências para e por si próprio ou para quem esteja directa ou por trás da base desta "panóplia"...ah! mas acrescentaria eu,caso se venha a concluir tratar-se de uma "inventona" e até ao fim deste mês outra destas "panóplias" surgir á volta do PR sr.Cavaco Silva, aí eu desconfio donde!

 

ADENDA... PELOS VISTOS A " SAGA " AINDA CONTINUARÁ POR AÍ FACE A CERTOS INTERESSES!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:40


Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

calendário

Setembro 2014

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930



Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D