Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




COSTA...ALIVIA-NOS AS " COSTAS "?

por O Fiscal, em 15.07.14

ANDAM POR AÍ MUITOS SECTORES DA NOSSA SOCIEDADE...FAZENDO LEMBRAR OS IDOS ANOS SETENTA/OITENTA DO SÉCULO PASSADO/QUANDO ALGUNS GRITAVAM A PLENOS PULMÕES " FREITAS DO AMARAL SALVA PORTUGAL "...QUERENDO INDUZIR QUE A NOSSA SALVAÇÃO PODE ESTAR NO SR. ANTÓNIO COSTA...MAS...DIA A DIA VAMOS ASSISTINDO A AUTÊNTICAS " CABALAS COSTISTAS"...COMO ESTA:

 

http://www.publico.pt/politica/noticia/costa-critica-estrategia-de-empobrecimento-colectivo-1662881

 

 

Costa critica estratégia de "empobrecimento colectivo"

 

 

Edil de Lisboa sustenta que falta de competitividade do país resulta da falta de qualificação e inovação.

O candidato às primárias socialistas e presidente da câmara de Lisboa, António Costa, juntou ontem um conjunto de sindicalistas num encontro agendado pela sua campanha.

 Perante a audiência, Costa defendeu o falhanço da estratégia governamental de “empobrecimento coletivo”. O autarca, depois de defender que a estratégia a seguir passava pela “capacidade de crescer e a competitividade”, afirmou que a política de salários baixos não eram a saída para Portugal. “Os custos do trabalho representam 15% dos custos de produção”, argumentou antes de acrescentar que o foco de um governo deveria ser centrado noutro tipo de despesas como a energia.

O candidato que desafia a liderança de António José Seguro defendeu que  as “causas profundas da falta de competitividade” do país podiam ser encontradas no baixo nível de formação e inovação tecnológica, bem como na falta de regulação dos mercados financeiros e um euro orientado “para as economias” mais ricas da União Europeia.

O candidato socialista acrescentou ainda que “nunca seria possível termos no Portugal de Abril menos direitos” do que ditaduras impõe noutras partes do mundo, e que “não é futuro para ninguém ser mais pobre e ter menos direitos”.

 

Comentários:

JOÃO ALEXANDRE-ABRANTES

Aposentado , Abrantes

O sr. António Costa...diz...e muito bem...que estamos numa situação de " empobrecimento colectivo " e acrescenta ainda que a alternativa passava pela " capacidade de crescer e a competitividade "...mas note-se frisa «« que passava /sublinho " passava " »»...de facto tem toda a razão...só que tal devia-o ter preconizado lá muito atrás e não agora...agora é quiçá um pouco tarde de nmais...parece-me mesmo que a altura ideal em que o devia ter alvitrado era na transição dos finais dos anos noventa para os primórdios do ano dois mil...pois...foi aí que a nossa "desgraça" deu os primeiros e mais significativos passos...quer em termos político - económico e social...que inevitavelmente nos conduziu ao caminho da ora " pobreza franciscana "...!!!

 

ASSIM...A RESPOSTA...NA MINHA OPINIÃO É ÚNICA E SIMPLESMENTE ««« NEM POR SOMBRAS »»»

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:19


Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

calendário

Julho 2014

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031



Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D