Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




VERDADE INSUFISMÁVEL?

por O Fiscal, em 20.01.14
 

 A aposta no falhanço do programa de "ajustamento" económico e orçamental -- e na esperada queda do Governo --  está em vias de esgotar-se. Para depois da troika exige-se da oposição algo mais sofisticado e mais mobilizador...

 

  QUEM TERÁ FEITO ESTA AFIRMAÇÃO?...PORVENTURA ESTARÁ A PENSAR...AH!ALGUÉM LIGADO AO ACTUALGOVERNO...NÃO..NÃO

                                                                         FOI...ESTA CONCLUSÃO PERTENCE A SR. VITAL MOREIRA(INSERIDA ANTEONTEM NO SEU

                                                                         BLOG " CAUSA NOSSA ")....

  E A QUEM SE DIRIGIRÁ A CARAPUÇA?... ORA..ORA..PARA MIM É " LIMPINHO!"ELA VAI ASSENTAR QUE NEM UMA LUVA EM CERTOS

                                                                         DIRIA...COMENTADORES DA NOSSA PRAÇA...DITOS " SENADORES"...POLÍTICOS/LÍDERES

                                                                         DE ALTERNATIVA DO PODER...E MESMO OS " DESPEITADOS "DO ACTUAL GOVERNO....

  

AFINAL TRATA-SE DE UMA CONSTATAÇÃO ÓBVIA E VERDADEIRA QUE SUBSCREVO INTEIRAMENTE...

 

E ENTÃO O QUE SERIA EXPECTÁVEL?......PENSO SER DE ESPERAR QUE O PM SR. PEDRO PASSOS COELHO SE CONTINUE A MANTER

                                                                         FIRME/DETERMINADO(COMO TEM SIDO SEU TIMBRE) MAS SEU EMBANDEIRAMENTOS EM

                                                                         ARCO POIS OS PRINCIPAIS OBREIROS DO FALHANÇO DA TAL APOSTA SOMOS TODOS OS

                                                                         PORTUGUESES QUE A ISSO SE PROPUSERAM E MERECERAM...E ASSIM O ESPERAM....

    

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:03


DEVERÍAMOS ESTAR MAIS ATENTOS?

por O Fiscal, em 19.01.14

SEGUNDO AS ÚLTIMAS SONDAGENS VINDAS A PÚBLICO...SE HOUVESSE ELEIÇÕES LEGISLATIVAS NESTA ALTURA...O PS SERIA O GRANDE VENCEDOR E O SR. ANTÓNIO JOSÉ SEGURO SERIA PM...TAL LEVA A QUE ME INTERROGUE...SERÁ QUE OS PORTUGUESES TÊM ASSIM TÃO CURTA MEMÓRIA?...É QUE ESTA É A 3ª VEZ EM QUE NOS ENCONTRAMOS " SOB A PATA DAS TROIKAS "E CURIOSO..CURIOSO..SEMPRE A PEDIDO DO PS(2/ANOS 70 E 80/COM O SR. MÁRIO SOARES COMO PM E A PRESENTE/EM 2011/SENDO PM O SR. SÓCRATES)...QUIÇÁ EM TODAS ELAS NOS FORAM IMPOSTOS SIGNIFICATIVOS SACRIFÍCIOS MAS OS QUE TÊMOS VINDO A SOFRER DESDE O PRINCÍPIO DO VERÃO DE 2011 SUPLANTAM..SERÁ POR MERO ACASO?

SERÁ PELA INFELICIDADE DE TERMOS EM PM O SR. PEDRO PASSOS COELHO COMO ALVITRA A PLENOS PULMÕES O SR. SEGURO?...ESTAMOS A 4 MESES DE NOS PODERMOS LIVRAR " DE TAL PATA " E VEJA-SE O QUE DIZ HOJE O SR. SEGURO:

   http://www.publico.pt/politica/noticia/seguro-apoia-coligacao-alargada-para-derrotar-psd-na-madeira-1620283

 

Governo prepara-se para celebrar saída da troika com champanhe, diz líder socialista.

.....
Governo prepara-se para abrir champanhe...."O Governo prepara-se para abrir garrafas de champanhe a 17 de Maio", dia em que a troika deixa o País. Seguro diz que esse é o prazo normal e não tem nada de "milagre económico", é apenas o calendário estipulado...."Queremos governar o nosso país em respeito pelas pessoas" honrando as promessas feitas com realismo. "É esse o nosso projecto, é esse o novo rumo", afirmou.

 

PODERÁ OU NÃO HAVER RAZÕES PARA O TAL CHAMPANHE A 17 DE MAIO?...AINDA É CEDO PARA O SABERMOS MAS OS SINAIS QUE O SR. SEGURO DESVALORIZA DÃO-NOS ESPERANÇA PARA A ABERTURA DE TAL GARRAFA POIS A SAÍDA DA TROIKA EM TAL DATA NÃO É COMO ELE DIZ UM PRAZO NORMAL DE CALENDÁRIO ESTIPULADO(SE ASSIM FOSSE A INFELIZ GRÉCIA HÁ MUITO QUE SE TERIA VISTO LIVRE DOS TROIKANOS)...JÁ O PROJECTO DO NOVO RUMO PRECONIZADO PELO PS/SEGURO..CUIDADO!.. É QUE " PARA PIOR JÁ BASTA ASSIM "...  

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:07


FAIT - DIVERS!

por O Fiscal, em 18.01.14

http://www.publico.pt/politica/noticia/governo-pagou-19-mil-milhoes-de-euros-de-dividas-na-saude-1620044#/0

 

Maria Lopes , Nuno Sá Lourenço e Sofia Rodrigues

17/01/2014 - 11:21

 

(actualizado às 13:33)

 

Saúde, Ciência e economia no centro do primeiro debate quinzenal do ano na AR.

 

O primeiro-ministro afirmou nesta sexta-feira que o actual Governo pagou, entre 2011 e 2013, 1948 milhões de euros de dívidas acumuladas dos hospitais, e que o Serviço Nacional de Saúde (SNS) aumentou o número de cirurgias e de consultas em ambulatório e domicílio.

Pedro Passos Coelho respondia à deputada dos Verdes, Heloísa Apolónia, que o interpelara sobre as filas nos hospitais....O primeiro-ministro classificou os cenários descritos pela deputada como um “excesso retórico e político que não casa com a realidade”....Na saúde, respondeu o chefe do Governo, “não se vive qualquer situação de excepção à normalidade”, e desfiou um rol de números. “Apesar das restrições, em 2013, entre Janeiro e Novembro, o SNS realizou mais 20 mil cirurgias (+3,4%) em relação a 2012; mais 200 mil consultas (com um aumento de 2,6% nas primeiras consultas e de 3,5% nas seguintes), mais 97 mil consultas de enfermagem ao domicílio. Ao mesmo tempo que saldava dívidas acumuladas nos hospitais, em especial nos hospitais-empresa, que totalizaram quase 1900 milhões de euros entre 2011 e 2013.”

António José Seguro elencou também números na área da saúde e da ciência e tecnologia para criticar o Governo. Deu exemplo de horas de espera nos hospitais, como no Garcia de Orta, em Almada, onde os utentes passam “13 horas, 20 horas à espera” para serem atendidos. “O primeiro-ministro considera que isto é normal?”, questionou.

Passos Coelho acusou o socialista de “aproveitar os picos de utilização dos hospitais” para traçar “um quadro que não é paradigmático da saúde”. “Não tem a ver com cortes? Tem a ver com cortes”, retorquiu Seguro....

 

  

Comentários:

JOÃO ALEXANDRE-ABRANTES

Aposentado , Abrantes

Por mero acaso esta manhã (10 hqualquer coisa) presenciei na tv,direi eu,"um autêntico fait-divers" no chamado debate quinzenal com PM na AR...falava-se sobre "saúde"e trocavam-se galhardetes entre o PM sr. PPC e o líder da oposição sr. AJS...então e não é que a certa altura vejo o sr.AJS questionar sobre se seria normal certos atrasos em urgências hospitalares frisando que por volta de1 hora atrás em certos hospitais(vg VNGaia-Garcia de Horta..)havia doentes em espera á 20 h(sem que soubessemos qual a causa)..desliguei a tv pensando "mas é este líder da oposição um futuro putativo candidato a PM?"..que tristeza!..é que só quem nunca se viu obrigado a recorrer a urgências(agora e no tempo de governos PS)em determinados momentos estranhará (em Portugal e noutros países)certos atrasos!!!!!

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:41


DE REGRESSO Á MODORRA DO COSTUME?

por O Fiscal, em 17.01.14

APÓS CERCA DE UMA QUINZENA DE AUSÊNCIA DO PAÍS...EIS-NOS DE REGRESSO " Á IMBECILIDADE(!) DO COSTUME "...NO BARCO EM NAVEGAÇÃO EM QUE SE TRANSFORMOU DE HÁ UNS ANOS  A ESTA PARTE O NOSSO QUERIDO PORTUGAL, Á PROCURA DE BOM PORTO...CONTINUAM UNS... A QUERER REMAR PARA UM LADO...ENQUANTO OUTROS PARECE QUEREREM A DERIVA...POR ONDE ANDEI POUCO ACESSO TIVE A NOTÍCIAS PELO QUE POR CÁ SE IA PASSANDO...CHEGADO O QUE VEJO?...CONTINUAM A SER POR ENTIDADES ABALIZADAS DADOS SINAIS VÁRIOS DE QUE A EMBARCAÇÃO TERÁ ENCONTRADO QUIÇÁ UM BOM RUMO COMO POR EXEMPLO AO NÍVEL DA INVERSÃO -  ECONÓMICA - CONSUMO PRIVADO - TAXAS DE JURO - POSSIBILIDADE DE ACESSO A MERCADOS - DESEMPREGO - CLIMA DE CONFIANÇA - ETC. TUDO PELA POSITIVA - MAS LOGO OS " HABITUÉS " DA DESCRENÇA SE APRESSAM POR TODOS OS MEIOS OU A DESVALORIZAR OU MESMO A POR EM CAUSA A SUA VERACIDADE...

  ENFIM...É O QUE TÊMOS...

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:49


ANO NOVO...ENTRADA COM PÉ DIREITO?

por O Fiscal, em 02.01.14

 

http://www.publico.pt/economia/noticia/bolsa-inaugura-2014-a-crescer-1618161

 

  Lusa

02/01/2014 - 11:31

 

Juros da dívida negociam a níveis mínimos desde Junho de 2012.

 

Juros a dois anos com valor mais baixo desde Junho

Os juros da dívida soberana de Portugal a dois e cinco anos estavam, nesta quinta-feira, às 09h30, a negociar em mínimos desde Junho. A essa hora, os juros a dois anos estavam a ser negociados a 2,846%, abaixo dos 3,324% da sessão anterior. Na maturidade dos cinco anos, os juros exigidos pelos investidores no mercado secundário negociavam a 4,710%, abaixo dos 5,037% do fecho de terça-feira.

Os juros a dez anos estavam também a descer, com as obrigações neste prazo a serem transaccionadas a 5,873%, contra os 6,130% da sessão anterior.

 

      

Comentários:

JOÃO ALEXANDRE-ABRANTES

 

Aposentado , Abrantes

 

 

Esta descida...das taxas da nossa dívida soberana...hoje verificada...quando se inicia o novo ano de 2014...após o período festivo também dos mercados...é uma boa notícia?...em princípio penso que é...e a que se deverá?...em minha simples opinião...após o " clima político " do verão passado que originou um seu claro agravamento face á evolução que até aí se vinha verificando mantendo depois uma certa estabilidade face ás incógnitas políticas como o OE/2014 e determinada legislação(vg o famigerado corte das pensões) penso que as " posturas! " do final do ano quer por parte do sr. PR quer do sr. PM perante tais matérias( aquele no respeitante ao OE e sua mensagem ontem de ano novo e deste último na posição que adoptou face á decisão do TC) foram determinantes para a reacção dos mercados...!!

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:20

Pág. 2/2



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

calendário

Janeiro 2014

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031



Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D