Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




VAIAS E APUPOS...SERÃO MESMO " MODA "?

por O Fiscal, em 25.11.13

http://www.publico.pt/politica/noticia/maria-cavaco-silva-recebida-com-apupos-e-assobios-na-moita-1613861

 

Maria Cavaco Silva recebida com apupos e assobios na Moita

Miguel Madeira

A primeira-dama, Maria Cavaco Silva, foi recebida esta segunda-feira de manhã com apupos e assobios no concelho da Moita, onde participou na inauguração de uma residência para pessoas com doenças raras da associação Raríssimas.

Maria Cavaco Silva, que é a madrinha da associação, tinha à sua espera cerca de duas centenas de pessoas que se manifestavam contra o Orçamento de Estado e exigiam a demissão do Governo. Outras figuras presentes, como o secretário de Estado do Ensino Básico e Secundário, João Grancho, foram também alvo de vaias e assobios.

"Vêm membros do Governo para aqui e a primeira-dama, e nós estamos aqui a dizer que não estamos de acordo com esta política, que é preciso demitir o Governo e convocar eleições antecipadas", disse Luís Leitão, da União de Sindicatos de Setúbal.

Os manifestantes, na sua maioria funcionários da Câmara da Moita, esperaram mais de uma hora junto à Casa dos Marcos, a nova estrutura residencial, pela chegada de Maria Cavaco Silva.

Já depois da cerimónia de inauguração, e quando se preparavam para iniciar a visita ao novo espaço, as personalidades presentes foram de novo vaiadas, com palavras de ordem como "é preciso um política diferente" ou "está na hora de o Governo ir embora".

"Não estamos de acordo com este Orçamento, que é injusto. Aumenta os horários de trabalho e diminui os salários dos trabalhadores da função pública e da administração local. Estamos aqui a dizer que o país não vai lá com estas políticas, basta de sacrifícios e de reduzir salários", concluiu o sindicalista.

 

  

Comentários:

JOÃO ALEXANDRE-ABRANTES

Aposentado , Abrantes

Há aqui factos dignos de realce...1º- custa-me a crer que a maioria dos manifestantes presentes sejam funcionários da CM da Moita a não ser que estivessem ou de greve ou com baixa médica pois estariam ausentes do local de trabalho..2- mesmo que sejam funcionários da CMM acredito que pertençam mais ao grupo dos que têm sido ou serão menos afectados por cortes salariais..3- estarão os sindicalistas de facto a serem coerentes com as suas actuais posições?..tenho imensas dúvidas..porquê?..ao defenderem oposição total sem que alvitrem alternativa a certas medidas previstas para atingirem funcionários públicos parece que estão a descurar os privados a não ser que sejam tudo menos verdadeiros sindicalistas estando contra tudo e todos...ah! por sinal sou aposentado da FP dos mais afectados...!!!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:51


Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

calendário

Novembro 2013

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930



Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D