Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



ONTEM...DEBRUCEI-ME SOBRE O SR. MÁRIO SOARES...HOJE DEPARO-ME NOVAMENTE COM ELE E COM O SR. MANUEL ALEGRE...

http://www.publico.pt/politica/noticia/naturalmente-demitase-sugere-mario-soares-a-cavaco-silva-1613263

Naturalmente demita-se, sugere Mário Soares a Cavaco Silva

Vídeo

Vídeo

 

 

"PS não pode comprometer-se com programa cautelar sem relegitimação democrática", diz Manuel Alegre

Manuel Alegre junta-se às vozes críticas do PS e afirma a necessidade de eleições legislativas antecipadas para um discussão dos cenários pós-troika.

 

Comentários:

JOÃO ALEXANDRE-ABRANTES

Aposentado , Abrantes

O actual PS..ou melhor certos socialistas " gágás e meninos birrentos " são uma autêntica tristeza..movem-se por interesses mesquinhos que os cegam mesmo perante " um historial socialista " a quem o país tanto deve..que pena eu tenho de todo um esforço desprendido que emprestei nos primeiros 27 anos da nossa actual democracia ao lado dos socialistas para depois termos chegado ao que chegámos em 2011..ver ora o que alegam "entristece-me" pois não se compadecem mesmo a por em causa princípios básicos democráticos por que tanto se lutou..chega até a grassar as raias dos verdadeiros reacionários que sempre se opõem á legitimidade democrática ditada pelo poder soberano do voto em eleições livres..esquecem-se fácilmente no que hoje exigem ao que lhes foi proporcionado pelos que ora acusam..!!!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:09

MAIS UM EXEMPLO?


http://www.publico.pt/economia/noticia/funcao-publica-e-pensionistas-da-cga-recebem-subsidio-de-ferias-no-natal-1613129


Função pública e pensionistas da CGA recebem subsídio de férias no Natal

Acerto do IRS tira parte do subsídio. Pensionistas podem perder mais de 45% e função pública 35%.

Rui Gaudêncio

 

Os trabalhadores do sector público e os pensionistas da Caixa Geral de Aposentações (CGA) começam nesta quarta-feira a receber a totalidade ou parte (a que não foi paga em Junho) do subsídio de férias, no dia em que habitualmente lhes era pago o subsídio de Natal. Mas quando consultarem o extracto bancário, os mais distraídos poderão ter uma surpresa. É que o valor do subsídio será menor do que o esperado, devido ao acerto das tabelas de retenção na fonte do IRS.

 

O Ministério das Finanças garante que “o subsídio é pago com o vencimento de Novembro”, de acordo com o calendário que consta do aviso 14.589/2011. Na prática, isto significa que a prestação será paga aos trabalhadores entre 20 e 23 de Novembro. De acordo com os calendários consultados pelo PÚBLICO, alguns pensionistas da CGA já terão recebido na sexta-feira e os restantes também receberão no dia 20. No caso da Segurança Social, o pagamento será efectuado em Dezembro.

 

O impacto dos acertos do IRS depende do valor dos subsídios. Para os reformados com pensões na ordem dos 800 euros, o impacto é nulo, mas para quem recebe acima deste valor os cortes podem ultrapassar os 45%. De acordo com os cálculos efectuados para o PÚBLICO pela consultora PwC (PricewaterhouseCoopers), o impacto é mais visível nas pensões mais elevadas. No caso dos funcionários públicos o impacto é relativamente menor, mas nas remunerações mais altas pode rondar os 35%.

 

Acerto do IRS tira parte do subsídio
Este acerto decorre do facto de, em 2013, o Governo ter determinado um corte ou redução dos subsídios de férias pagos a funcionários públicos e pensionistas com salários brutos acima de 600 euros. As tabelas de retenção na fonte do IRS foram construídas com base no pressuposto de que funcionários e pensionistas apenas receberiam 13 meses, em vez dos habituais 14. Mas, em Abril, o Tribunal Constitucional chumbou o corte do subsídio de férias.

 

Para responder ao acórdão, o Governo, em vez de pagar o subsídio de férias em Junho e Julho como é habitual, optou por adiar o pagamento para Novembro e Dezembro, alegando razões de tesouraria e de regularidade do ritmo da execução orçamental.

 

A decisão obrigou a rever as tabelas de retenção dos pensionistas e a aplicar aos funcionários públicos as tabelas dos trabalhadores do privado. Mas também aqui se decidiu que o acerto apenas seria feito com o pagamento da totalidade do subsídio, o que explica os “cortes” identificados nas simulações.

 

Em 2013, os funcionários públicos e os pensionistas estão a receber o subsídio de Natal em duodécimos. Já o subsídio de férias é pago em dois momentos. Quem tem salários ou pensões brutas até 600 euros recebeu a totalidade do seu subsídio em Junho ou Julho. Quem tem rendimentos de salários ou pensões de 600 a 1100 recebeu parte antes do Verão e receberá a restante agora.

 

No caso dos aposentados com pensões acima de 1100 euros, receberam 10% do subsídio de férias em Julho e receberão os restantes 90% antes do Natal. Os funcionários do Estado com remunerações acima deste montante só agora verão devolvida a totalidade do subsídio.

 

Comércio beneficia
O comércio tem algumas expectativas quanto ao efeito no consumo interno da reposição da totalidade do subsídio de férias dos funcionários públicos e pensionistas. “Os valores que vão ser pagos são, em muitos casos, significativos”, admitiu à agência Lusa o presidente da Confederação do Comércio e Serviços, João Vieira Lopes.

 

O dirigente destaca que haverá “mais alguma disponibilidade para gastar” no Natal, depois de, nos últimos dois anos, se terem registado quedas médias na ordem dos 10% a 15%. Mas tem dificuldade em quantificar o impacto.

“Se, por um lado, poderá haver mais alguma disponibilidade financeira, por outro, não se consegue avaliar o impacto negativo de ameaças como o documento do FMI [o relatório da oitava e nona avaliações divulgado na semana passada] ou até a maneira como tem sido encarado pela opinião pública o Orçamento de Estado”, explicou o presidente da confederação


 

Comentários:

JOÃO ALEXANDRE-ABRANTES

Aposentado , Abrantes

Embora aqui o JP seja cauteloso na abordagem desta temática não posso deixar de criticar a TVI24 pela mesma noticiação que vi no seu jornal das 14h em que apontava para corte a pensionistas que ultrapassaria os 60% dando mesmo um exemplo..subsídio que deveria ser de á volta de 2.000 receberia á volta de 900..penso que estão a falar em termos do líquido...ora sendo assim nada mais falso..porquanto sou um pensionista cuja pensão líquida normal vem sendo á volta dos 1.900 foi-me pago agora de subsídio á volta de 1.100(a que terá de acrescer á volta de 270 já pago em julho) ou seja de SF acabo por receber á volta de 70%..é claro que este "corte!" deve-se aos acertos de descontos normais e da nova retenção do IRS rectroactivamente o que me parece favorável..é assim de lamentar certa informação!




Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:39


Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

calendário

Novembro 2013

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930



Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D