Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




UM POUCO MAIS DE " ISENÇÃO! ", sff

por O Fiscal, em 22.11.16

VEM ISTO A PROPÓSITO DE:

https://www.noticiasaominuto.com/economia/692276/governo-paga-antecipadamente-ao-fmi-mais-de-10-do-resgate-finance

Governo paga antecipadamente ao FMI mais de 10% do resgate financeiro

Quando se pensava que o Estado português poderia atrasar os pagamentos antecipados, foi feito uma amortização que representa o maior valor devolvido ao FMI numa única entrega.

© Reuters

Economia Resgate

A estratégia de substituição de dívida com taxas elevadas por dívida com juros mais baixo continua a ser uma das grandes armas do Governo para ganhar margem de liquidez. Esta manhã, o Secretário de Estado Adjunto, do Tesouro e das Finanças anunciou a devolução antecipada de mais de dois mil milhões de euros ao FMI, um valor que representa 11% do valor ainda devido à instituição liderada por Christine Lagarde.

"O valor deste pagamento totaliza cerca de 2.068 mil milhões de euros (SDR 1.621 mil milhões) e foi realizado em duas tranches, com data-valor de 21 e 22 de novembro, representando 11% do empréstimo remanescente do FMI a Portugal (equivalente a cerca de 18,853 mil milhões de euros)", detalha o Ministério das Finanças em comunicado oficial enviado à redação do Economia ao Minuto.

"Os reembolsos agora antecipados correspondem às amortizações de capital que originalmente eram devidas entre setembro de 2018 e fevereiro de 2019, permitindo reduzir as necessidades de financiamento da República Portuguesa nesses anos."

Em declarações aos meios de comunicação social, Ricardo Mourinho Félix revelou as poupanças estimadas pelo Governo com o pagamento antecipado: "Dado que estamos a falar de taxas de juro de 4%, estamos a falar de poupanças que rondam os 80 milhões de euros por ano".

Até agora, Portugal já pagou 42,6% do dinheiro emprestado pelo FMI durante o resgate da troika.

"Este reembolso antecipado insere-se no Programa de Financiamento da República Portuguesa para o ano de 2016 e beneficiou da implementação do plano de emissão de Obrigações do Tesouro em linha com o planeado, assim como do financiamento obtido no âmbito do programa de emissão de Obrigações do Tesouro de Rendimento Variável, iniciado em 2016", explica o Ministério das Finanças.

ESTA É A NOTÍCIA DE HOJE DO ONLINE " NOTÍCIAS AO MINUTO ".

O QUE APRAZ DIZER?.... EM PRIMEIRO LUGAR JUSTIFICAR-SE-IA QUE O JORNALISTA SR. BRUNO MOURÃO FOSSE UM POUCO MAIS CUIDADOSO! NESTA SUA PROSA(intitular esta notícia como o faz para leitor mais desatento que não leia o texto poderá ficar com uma ideia errada do que de facto aconteceu), EM SEGUNDO LUGAR PODERIA TER RESSALVADO QUE ESTA MEDIDA DO ACTUAL GOVERNO VEM NA SEQUÊNCIA DA ESTRATÉGIA JÁ ENCETADA PELO ANTERIOR GOVERNO(daí os 42,6% até agora já amortizados ao FMI) E EM TERCEIRO LUGAR SE É DE LOUVAR O ACTUAL GOVERNO PELO ACERTO DA ESTRATÉGIA NÃO DEIXA DE SER MAIS CURIAL AINDA CHAMAR À COLACÇÃO NESTA MESMA MATÉRIA O PAPEL DO ANTERIOR GOVERNO(OU SERÁ QUE NÃO?) !!!!!!!!!!!!

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:08



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

calendário

Novembro 2016

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D