Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




BRINCALHÕES!?

por O Fiscal, em 16.09.16

NO QUE DIZ RESPEITO À ÁREA GOVERNATIVA O QUE SE TEM VINDO A PASSAR NOS ÚLTIMOS DIAS É DE BRADAR AOS CÉUS!... ELE SÃO SINAIS CONTRADITÓRIOS SOBRE OBJECTIVOS EM TERMOS  QUER DE UMA POSSÍVEL NECESSIDADE DE OE/RECTIFICATIVO DE 2016 QUER DO OE PARA 2017. VEM UM MINISTRO DIZ UMA COISA, LOGO VEM OUTRO DIZER QUE NADA DISSO E O PM ATALHA QUE TUDO NÃO PASSA DE PURAS INVENÇÕES DA OPOSIÇÃO... O QUE ME PARECE É QUE É UM FACTO, ASSAZ INILUDÍVEL, A ATRAPALHAÇÃO QUE A GERINGONÇA MOSTRA PELA SITUAÇÃO A QUE CONDUZIU O PAÍS, TANTO QUE HOJE DEFENDE COM UNHAS E DENTES O QUE TANTO CRITICOU NOS ÚLTIMOS ANOS. DIZIAM ELES À CERCA DE UM ANO QUE, A AUSTERIDADE TINHA DE ACABAR E QUE AUMENTOS DE IMPOSTOS NEM PENSAR. ASSIM QUE CHEGARAM AO PODER FIZERAM EXACTAMENTE O CONTRÁRIO, A AUSTERIDADE AINDA POR CÁ MORA E AUMENTO DA CARGA FISCAL É O QUE SE VAI VENDO E OUVIDO, SÓ QUE, SEGUNDO A " LATA! " ESQUERDISTA NÃO SE TRATA DE AUSTERIDADE NEM DE AUMENTO DE IMPOSTOS. 

VEM ISTO A PROPÓSITO DOS " RECADOS! " QUE TÊM VINDO A MANDAR PARA O ESPECTRO PÚBLICO PARA TESTAR REACÇÕES. PARA LEMBRANÇA, VEJA-SE POR EXEMPLO:

----------MEXE-SE NO IRS(DISSE O ME)...LOGO DISSE O MF NADA DISSO(A MEXER-SE SÓ NOS IMPOSTOS INDIRECTOS);

----------E QUE TAL MEXER-SE NO IMI, NEM QUE SEJA SUBINDO-SE A MATÉRIA TRIBUTÁVEL PELA VIA DAS VISTAS DO IMÓVEL(DISSE O SEAF)....MAS...E O QUE DIZ O MF(OU O IMI JÁ NÃO É UM IMPOSTO DIRECTO)?;

----------E PORQUE NÃO UM NOVO IMPOSTO(?) SOBRE O PATRIMÓNIO IMOBILIÁRIO GLOBAL?...O QUE DIZEM ELES?:

https://www.publico.pt/economia/noticia/governo-prepara-novo-imposto-para-proprietarios-com-mais-patrimonio

Governo prepara novo imposto para proprietários com mais património

Imposto foi acordado entre executivo e Bloco de Esquerda e irá atingir proprietários que detenham imóveis com um valor global superior a pelo menos 500 mil euros, noticia esta quinta-feira o Negócios.

 
Valor patrimonial global de um proprietário passará a ser decisivo para a incidência do novo imposto

O Governo está a preparar-se para lançar no Orçamento do Estado para 2017 um novo imposto sobre o património, que funcionará em paralelo com o IMI, e que tem como objectivo aumentar a tributação dos proprietários com imobiliário de valor mais elevado....este novo imposto – ao qual ainda não terá sido dado nome – está a ser trabalhado dentro do grupo de trabalho sobre fiscalidade constituído pelo Governo e pelo Bloco de Esquerda e é a forma encontrada para atingir o objectivo de reforçar a tributação dos grandes proprietários e fazê-lo através de escalões progressivos. A ideia será a de começar aplicar o imposto aos proprietários que detenham um património global superior a, pelo menos, 500 mil euros....Actualmente, para além do IMI – que o Governo não quererá alterar – está em vigor o chamado “imposto sobre imóveis de luxo”, que é aplicado por via de uma taxa fixa que incide sobre os prédios que tenham um valor patrimonial tributário superior a um milhão de euros....Agora, de acordo com o Negócios, a ideia do executivo é extinguir essa taxa e substituí-la por um imposto com características diferentes. Em primeiro lugar, o que irá contar não é o valor de um imóvel individualmente, mas sim o valor patrimonial tributário da totalidade dos imóveis detidos por um proprietário....Depois o limite a partir do qual será aplicado o novo imposto irá baixar. O valor patrimonial tributário mínimo ainda não terá sido fixado, mas será de pelo menos 500 mil euros. Só a partir desse valor é que os proprietários são afectados pelo novo imposto....O jornal diz ainda que as taxas ainda não foram definidas mas que terão carácter progressivo. Isto é, quanto maior for o valor patrimonial detido por um proprietário, maior é a taxa a ser aplicada....Tal como o actual “imposto sobre imóveis de luxo”, a nova taxa pode vir a ser criada no seio do Imposto de Selo...Mariana Mortágua, deputada do Bloco de Esquerda, confirma a intenção de criação deste novo imposto, fazendo no entanto questão de salientar que este irá excluir "toda a classe média". "Esta medida está a ser desenhada para ser uma forma de imposto sobre grandes fortunas, neste caso, grandes fortunas imobiliárias. Vai haver um limite que vai deixar de fora todas as pessoas com uma casa, duas casas, que formam a classe média. Não é uma medida para atingir as famílias normais que compraram a sua casa", defende a deputada.... Eurico Brilhante Dias, deputado do PS afirma que esta "é uma medida de justiça fiscal". "Estamos a procurar maior progressividade no património e também a tentar fazer contribuir quem paga poucos impostos".....Na quarta-feira, a falar no Parlamento, o ministro das Finanças reafirmou que o Governo terá como objectivo no OE 2017 que se venham a verificar subidas em alguns impostos. Em termos gerais o ministro apontou para uma uma descida dos impostos directos que será compensada com a subida dos impostos indirectos. Centeno não disse quais, deixando apenas de fora a possibilidade de agravamento do IVA.

NOTA FINAL - ONTEM FÔMOS BOMBARDEADOS, A PROPÓSITO DESTE " NOVO IMPOSTO! " COM UMA VERDADEIRA INTOXICAÇÃO(?) INFORMATIVA(ou desinformativa?). DESDE ALVITRAR QUE NOS PREPARASSEMOS PARA MAIS SOBRECARGA JÁ EM 2017 / COMO SE FOSSE POSSÍVEL / PASSANDO PELA ANORMALIDADE DE QUE O MESMO PREVERIA(?) EM TERMOS PESSOAIS A QUEM SERIA APLICADO(dixit Mariana Mortágua) / TERMINANDO NUMA PURA INVENÇÃO DE JUSTIÇA FISCAL COMO SE QUEM TEM MUITO PATRIMÓNIO IMOBILIÁRIO VENHA A PAGAR POUCO IMPOSTO(dixit Eurico (o) Brilhante)...ENFIM!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:05


1 comentário

De pvnam a 20.09.2016 às 07:51

A CLASSE MÉDIA TEM DE SER REEDUCADA
.
A Esquerda Bandalha/Marioneta:
i) diz que a salvação do problema do deficit demográfico da Europa... está... na naturalização da 'boa produção' demográfica daqueles que reprimem os Direitos das mulheres - ex: islâmicos;
ii) diz que a classe média que poupa/investe... tem de ser martelada/demolida com impostos!
[a classe média tem de aprender que ter património é coisa da alta finança... leia-se: a classe média deve, de preferência, vender o seu património ao desbarato a grupos multinacionais com sede em paraísos fiscais]
Uma obs: a alta finança não paga impostos: até as suas casas de habitação estão em offshores.
.
.
P.S.
A alta finança (capital global) está apostada em dividir/dissolver as Nações... terraplanar as Identidades... para assim melhor estabelecerem a Nova Ordem Mundial: uma nova ordem a seguir ao caos – uma ordem mercenária (um Neofeudalismo).
Andam por aí muitas marionetas... cujo trabalhinho é 'cozinhar' as condições que são do interesse da alta finança (capital global).

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

calendário

Setembro 2016

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D