Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



SOBRE A DÍVIDA PÚBLICA:

HÁ E NÃO HÁ?... HAVER HÁ, MAS, SÓ QUANDO AS POSIÇÕES NO PODER SÃO CONTRÁRIAS, POIS QUANDO SE INVERTEM JÁ NÃO HÁ... SENDO CASO PARA NOS INTERROGARMOS DO " PORQUÊ "?

VEJA-SEAdm´s Públicas: dívida bruta em  %                                                                                                         PIB - Portugal

Quanto é, em percentagem do PIB, a dívida pública acumulada?

 
Rácio - %
ver mais
 
 
  
Mais 1991 54,9
2000 50,3
2001 53,4
2002 56,2
2003 58,7
2004 62,0
2005 67,4
2006 69,2
2007 68,4
2008 71,7
2009 83,6
2010 96,2
2011 111,4
2012 (R)126,2
2013 (R)129,0
2014 (R)130,6
2015 Pre129,0
Fontes/Entidades: DGO/MF | BP | INE, INE | BP, PORDATA
Última actualização: 2016-09-23
Dívida Pública

Dívida pública sobe 5% desde as eleições

 

Banco de Portugal indicou esta segunda-feira que a dívida bruta voltou a aumentar, para 243,3 mil milhões de euros, em agosto. A dívida, mesmo em termos líquidos, subiu cerca de 5% desde as eleições.

A dívida pública aumentou em agosto mais 2,5 mil milhões de euros, para um novo recorde de 243,3 mil milhões de euros, aumentou cerca de 5% desde as eleições.
António Costa e o Partido Socialista basearam parte da campanha eleitoral no facto de a dívida pública ter continuado a subir nos anos da governação Passos Coelho-Paulo Portas. No debate entre os líderes do PS e do PSD, em meados de setembro de 2015, António Costa começou o debate com uma crítica incisiva ao “falhanço” do Governo no seu objetivo número 1: controlar a dívida pública. Contudo, vários meses após as eleições (os dados do Banco de Portugal vão até agosto último), a dívida pública continua a subir. Em agosto de 2016, a dívida pública situou-se em 243,3 mil milhões de euros, aumentando 2,5 mil milhões de euros relativamente ao final do mês anterior. Em agosto de 2015, a dívida pública bruta situava-se nos 229,3 mil milhões de euros e antes das eleições legislativas, em setembro de 2015, fixava-se em 232,2 mil milhões.
EM CONCLUSÃO: É POR DEMAIS EVIDENTE QUE, A DÍVIDA ESTEVE CONTROLADA(vidé quadro supra), A PROBLEMÁTICA INICIA-SE A 2000-2001, CONTINUA E SAI DO CONTROLO EM 2004(lembremo-nos da história do tal dito "pântano!" do final de 2001 de Guterres e da substituição Durão/Santana com a suprema benção de Sampaio em 2004), SEGUE-SE A PARTIR DE 2005 A " LOUCURA! "SÓCRATES QUE CULMINA EM 2011(vinda da troika com 78 mil milhões em tranches periódicas até 2014). COM PASSOS COELHO DESDE JULHO DE 2011 A DÍVIDA TINHA INEVITÁVELMENTE ANO A ANO QUE SUBIR EXPONENCIALMENTE(capital e juros) BATENDO NA CASA DOS 130%, MAS, EM 2015 COMEÇA A DESCER(aqui convem recordar o que disseram em 2011(vg) os socialistas Sócrates/Pedro Nuno Santos?). VEM EM FINS DE 2015 O PM ANTÓNIO COSTA(veja-se supra o que ele disse em meados de Setembro de 2015). E O QUE VEMOS?... QUASE COM 1 ANO DE GOVERNO PS/GERINGONÇA! AQUELA MESMA DÍVIDA ESTABILIZOU/DESCEU? NÃO, TEM ESTADO A SUBIR ACELERADAMENTE(como se pode ver supra).  ORA DIGAM LÁ ONDE ESTÁ A DIFERENÇA?
 
 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:20



Mais sobre mim

foto do autor


calendário

Outubro 2016

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D