Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




UM POUCO MAIS DE DECÊNCIA! DE TODOS,sff

por O Fiscal, em 28.11.16

TEM SIDO " LASTIMÁVEL! " O QUE SE VEM VERIFICANDO, DESIGNADAMENTE DESDE FINAIS DE 2015, À VOLTA DA CAIXA GERAL DE DEPÓSITOS. JÁ SE PERCEBEU QUE O NOSSO SISTEMA FINANCEIRO VEM PASSANDO POR UM ESTADO " CAÓTICO! ", FRUTO DE VICITUDES DE TODA A ORDEM, SÓ QUE TALVEZ NÃO FOSSE EXPECTÁVEL QUE CHEGASSE AO PONTO A QUE ESTÁ A CHEGAR A ATÉ AGORA? NOSSA? CGD. MAS EIS QUE SÔMOS SURPREENDIDOS AO FINAL DO DIA DE ONTEM EM «« ÚLTIMA HORA »»:

 

Bomba na Caixa: Domingues demite-se....

MAS O QUE SE PASSOU?... O QUE PODERÁ ESTAR POR DETRÁS?... E PODERÁ FICAR POR AQUI?...

-------- SEM MAIS QUE, FAÇO MINHAS SUPOSIÇÕES A ESTAS DÚVIDAS(com devida vénia) O QUE ESCREVE HOJE A PROPÓSITO NO SEU EXPRESSO CURTO O DIRECTOR EXECUTIVO MARTIM SILVA:

" Bomba na Caixa: Domingues demite-se (e isto não pode ficar por aqui!)....A notícia caiu com estrondo pelas 19.50 de ontem, acabava o Benfica de despachar tranquilamente o Moreirense por três a zero: António Domingues demitia-se da liderança da Caixa Geral de Depósitos. Bum!

Não que a polémica dos últimos meses não fizesse suspeitar que este poderia ser o desfecho. Mas nos últimos dias todas as indicações vindas a público, na imprensa e pelos principais responsáveis, como Marcelo e Costa, unidos por um pacto nesta matéria, era de que o pior já tinha passado e o assunto estaria resolvido. Mas não, não estava mesmo.

Comum nas capas dos jornais de hoje é o destaque dado ao tema, e a motivação de falta de apoio político para a queda de Domingues.

Que me perdoem mas eu não engulo esse argumento.

Não se trata de não confiar nos jornalistas, tão só de desconfiar da narrativa que parece que nos querem vender agora. Então mas se fosse por falta de apoio político a Administração da Caixa não teria caído quando Governo e Presidente e TC disseram há semanas que as declarações eram mesmo para entregar? Agora, ser nesta altura, depois de o Parlamento aprovar (na generalidade, nem sequer é em votação final) uma lei? Para mais quando leis com efeitos reatroativos levantam sérias dúvidas de constitucionalidade? Hummmm…

Que as polémicas à volta da Caixa se arrastam há meses já o sabemos.

Sobre estes últimos desenvolvimentos, e ainda sem a poeira assente, tenho, confesso, algumas dúvidas, interrogações e perplexidades sobre o caso, que aqui partilho. Com a convição de que o assunto não vai mesmo morrer por aqui:

  1. Que sentido faz que Domingues se demita usando como argumento uma lei que o obriga a fazer uma coisa, quando já era sabido que mesmo sem a lei teria de entregar as declarações no TC?
  2. Porque se demite perante a aprovação de uma lei que dificilmente poderia ter efeitos retroativos sobre a sua situação e dos restantes administradores?
  3. Se a demissão é provocada pela obrigatoriedade de entrega das declarações, não faria sentido que tivesse acontecimento há mais tempo (há semanas que o Governo, o PR e o TC disseram que teriam de as entregar)?
  4. Demitindo-se a Administração da Caixa pelo incumprimento do alegado acordo com o Governo para que os seus membros não entregassem as tais declarações, não são exigidas também responsabilidades políticas?
  5. Quem fez, se fez, o acordo? E fica com condições de se manter no Governo?
  6. Costa sabia ou não do acordo? E Marcelo, aprovou a lei que alterou o estatuto dos gestores públicos e não sabia de nada?
  7. Existem ou não mails a confirmar a existência de um acordo entre Domingues e o Governo?
  8. Por matérias muito menores já se fizeram inquéritos parlamentares no Parlamento.

Agora, não me venham é com o argumento de que a Caixa é tão mas tão importante, e está metida num processo de recapitalização decisivo, que o melhor mesmo é não fazer muitas perguntas. "

AH! HOJE ESTÁ A SER NOTICIADO QUE ANTÓNIO DOMINGUES E OUTOS TERÃO JÁ ENTREGUE AS RESPECTIVAS DECLARAÇÕES AO TC.

ADENDA - Podem dar as voltas que quiserem, inventar histórias e mesmo distorcer factos. O caso Caixa Geral de Depósitos é o reflexo de um país à deriva. Num cenário de profunda instabilidade do sistema financeiro foi possível manter o maior banco português literalmente parado por teimosias pessoais, atitudes déspotas e uma gestão política completamente inapta. Como se a demissão de António Domingues fosse uma vitória. Como se o processo tivesse decorrido bem desde o início. Como se o Governo não tivesse aprovado que os contribuintes vão dar até 2,7 mil milhões do seu dinheiro à Caixa. A tentativa vã de desvalorização do tema aponta já para uma clara desresponsabilização política por parte de todos os intervenientes. Pim, Pan, Pum, cada bola falha um. No fim do dia a culpa de tudo o que se perdeu com esta novela vai cair apenas nos ombros de António Domingues. Consequências e responsabilidade política é algo que António Costa retirou do seu léxico.
Aliás, para o PS a culpa de tudo o que aconteceu é do PSD e do CDS.
Bruxelas está atenta(embora por vezes dê a impressão do contrário/como p.ex. ter reunido com António Domingues antes mesmo de este ter ligação formal à CGD)ou de "cócoras"? e o BCE só pode achar que em Portugal está tudo louco. Andaram a negociar um aumento de capital indispensável para a Caixa, conseguiram o mais difícil que foi aprovar uma injeção de dinheiro público sem que fosse considerado ajuda pública, e sete meses depois afinal a administração cai e o aumento de capital é só para o ano(aliás e se tal não fosse um mero acaso?é que António Costa e Mário Centeno sempre disseram que seria até final de 2016/não terá nada a ver com a questão do défice custe o que custar?). Para os mais esquecidos, desde Abril que é público que António Domingues ia ser o novo presidente da Caixa.....EH! A "NOVELA" CGD PARECE QUE CONTINUARÁ.....

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:16


HOMENAGEM !?

por O Fiscal, em 26.11.16

FALECEU FIDEL DE CASTRO

EM 2004 (por alturas do 1º de Maio) visitei Cuba. Pude-me aperceber do " modus-vivendi " do povo cubano. Constatei que a geração castrense mais velha idolatrava o seu grande líder Fidel, mas, também pude verificar que já despontava uma geração mais nova, que embora de forma contida! mostrava anseios de mudança. O que mais me admirou nos cubanos foi a sua alegria apesar das adversidades(económicas/políticas e sociais) em que viviam. O sistema político de Fidel não me cativava, mas, ao vivenciar " in loco " o que isso representava para muitos, muitos cubanos, deixou-me algo perplexo. Não sei se desde o afastamento da liderança  e do seu agora desaparecimento, a era pós Fidel, trouxe e ou trará mudanças significativas na vida de Cuba, o que sei é que desapareceu do mundo dos vivos mais uma das figuras marcantes do século XX -  - dealbar para o XXI quer para Cuba quer para o mundo, pois Fidel, goste-se ou não, é daqueles que a História notabilizará para sempre (tal como acontecerá com diversas personalidades portuguesas já mortas ou ainda vivas / pois dos fracos não reza a história)!!!!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:06


SERÁ CASO DE " QUEDA DE MÁSCARA! "??????

por O Fiscal, em 25.11.16

A CELEUMA DAS ÚLTIMAS HORAS:

O PSD “destruiu” mesmo o BES, como acusou António Costa?

A frase:

“O que é absolutamente irresponsável, é a postura do PSD que, enquanto Governo, procurou esconder dos portugueses a situação em que se encontrava o sistema financeiro. Por sua responsabilidade, destruiu um banco como o Banco Espírito Santo (BES), conduziu à destruição de um segundo banco, caso do Banif”.

António Costa, em entrevista à Lusa a 24 de novembro de 2016

PSD RIPOSTA - Maria Luís Albuquerque  já veio repudiar as declarações do primeiro-ministro, considerando que quando Costa diz que o PSD “destruiu” o BES está a revelar “grande ignorância” e teria dado “milhares de milhões” a Ricardo Salgado.

PS CONTRAPÕE - O porta-voz do PS, João Galamba respondeu ao final da tarde aos comentários de Maria Luís Albuquerque sobre esta controvérsia, dizendo que “a posição do PS foi sempre a mesma.....

CONCLUSÃO - SEJA QUAL FOR A POSIÇÃO QUE SE TENHA SOBRE ESTA ORA CELEUMA POLÍTICA,  

                                        O QUE ME PARECE EVIDENTE É QUE O DESPOLETAMENTO DO BESGATE! EM VEZ DE

                                        OCORRIDO EM 2013/2014 TIVESSE OCORRIDO  EM 2015/2016 " outro galo cantaria "!!!

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:17


ABRANTES.... DE FORA?

por O Fiscal, em 23.11.16

ESTARÁ ABRANTES AINDA À ESPERA DE:

1 - RECUPERAR  A SUA NORMALIDADE?(segundo/dixit António Costa/ontem na Guarda);

2 - DE FAZER PARTE DA TAL ILHA DE ESTABILIDADE?(segundo/dixit Pedro Nuno Santos/ontem na Guarda);

https://www.publico.pt/2016/11/22/local/noticia/falta-de-iluminacao-em-ponte-sobre-o-tejo-em-abrantes-preocupa-autarquia

Falta de iluminação em ponte sobre o Tejo em Abrantes preocupa autarquia

A presidente da Câmara de Abrantes queixa-se de falta de segurança para peões e automobilistas por causa da inexistência de iluminação.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:19


UM POUCO MAIS DE " ISENÇÃO! ", sff

por O Fiscal, em 22.11.16

VEM ISTO A PROPÓSITO DE:

https://www.noticiasaominuto.com/economia/692276/governo-paga-antecipadamente-ao-fmi-mais-de-10-do-resgate-finance

Governo paga antecipadamente ao FMI mais de 10% do resgate financeiro

Quando se pensava que o Estado português poderia atrasar os pagamentos antecipados, foi feito uma amortização que representa o maior valor devolvido ao FMI numa única entrega.

© Reuters

Economia Resgate

A estratégia de substituição de dívida com taxas elevadas por dívida com juros mais baixo continua a ser uma das grandes armas do Governo para ganhar margem de liquidez. Esta manhã, o Secretário de Estado Adjunto, do Tesouro e das Finanças anunciou a devolução antecipada de mais de dois mil milhões de euros ao FMI, um valor que representa 11% do valor ainda devido à instituição liderada por Christine Lagarde.

"O valor deste pagamento totaliza cerca de 2.068 mil milhões de euros (SDR 1.621 mil milhões) e foi realizado em duas tranches, com data-valor de 21 e 22 de novembro, representando 11% do empréstimo remanescente do FMI a Portugal (equivalente a cerca de 18,853 mil milhões de euros)", detalha o Ministério das Finanças em comunicado oficial enviado à redação do Economia ao Minuto.

"Os reembolsos agora antecipados correspondem às amortizações de capital que originalmente eram devidas entre setembro de 2018 e fevereiro de 2019, permitindo reduzir as necessidades de financiamento da República Portuguesa nesses anos."

Em declarações aos meios de comunicação social, Ricardo Mourinho Félix revelou as poupanças estimadas pelo Governo com o pagamento antecipado: "Dado que estamos a falar de taxas de juro de 4%, estamos a falar de poupanças que rondam os 80 milhões de euros por ano".

Até agora, Portugal já pagou 42,6% do dinheiro emprestado pelo FMI durante o resgate da troika.

"Este reembolso antecipado insere-se no Programa de Financiamento da República Portuguesa para o ano de 2016 e beneficiou da implementação do plano de emissão de Obrigações do Tesouro em linha com o planeado, assim como do financiamento obtido no âmbito do programa de emissão de Obrigações do Tesouro de Rendimento Variável, iniciado em 2016", explica o Ministério das Finanças.

ESTA É A NOTÍCIA DE HOJE DO ONLINE " NOTÍCIAS AO MINUTO ".

O QUE APRAZ DIZER?.... EM PRIMEIRO LUGAR JUSTIFICAR-SE-IA QUE O JORNALISTA SR. BRUNO MOURÃO FOSSE UM POUCO MAIS CUIDADOSO! NESTA SUA PROSA(intitular esta notícia como o faz para leitor mais desatento que não leia o texto poderá ficar com uma ideia errada do que de facto aconteceu), EM SEGUNDO LUGAR PODERIA TER RESSALVADO QUE ESTA MEDIDA DO ACTUAL GOVERNO VEM NA SEQUÊNCIA DA ESTRATÉGIA JÁ ENCETADA PELO ANTERIOR GOVERNO(daí os 42,6% até agora já amortizados ao FMI) E EM TERCEIRO LUGAR SE É DE LOUVAR O ACTUAL GOVERNO PELO ACERTO DA ESTRATÉGIA NÃO DEIXA DE SER MAIS CURIAL AINDA CHAMAR À COLACÇÃO NESTA MESMA MATÉRIA O PAPEL DO ANTERIOR GOVERNO(OU SERÁ QUE NÃO?) !!!!!!!!!!!!

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:08


UM POUCO MENOS DE " FOGUETÓRIO! ", sff

por O Fiscal, em 21.11.16

NOS ÚLTIMOS DIAS TÊMOS VINDO A ASSISTIR A UMA AUTÊNTICA " FESTA " DA GERINGONÇA!, COM ACOMPANHAMENTO MUSICAL! DE MÉDIA`s(incluindo comentadores), A PROPÓSITO DE UMAS TAIS QUE DITAS ««« BOAS NOTÍCIAS? »»». ORA A SITUAÇÃO MERECERIA UMA CERTA CAUTELA, POIS, NÃO NEGANDO QUE TEM HAVIDO SINAIS! QUIÇÁ POSITIVOS(v.g. s/o défice, o PIB do 3º tr., o OE/2017 e posições de Bruxelas), O QUE É CERTO É QUE ELES, POR UM LADO, DERIVAM DE UM CAMINHO VINDO DO ANTERIOR GOVERNO(a saber, o défice de 2015/+ - 2,8, o pib de 2015/1,6 - o turismo e exportações) E POR OUTRO AINDA NÃO SABÊMOS QUAL  A SUA TENDÊNCIA ATÉ FINAL DO ANO. MAS, HÁ QUE NÃO ESQUECER TAMBÉM OS SINAIS NEGATIVOS QUE VÊM A LUME(e que podem até estragar a festa), COMO SEJAM(p.ex.) AS TAXAS DE JURO DA DÍVIDA ( a roçarem os 4%) E A DÍVIDA PÚBLICA ( já a passar dos 133%) !!!!!!!!!!!!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:16


ELE HÁ CADA UMA!

por O Fiscal, em 15.11.16

https://www.publico.pt/mundo/noticia/michelle-sofre-insulto-racista-por-parte-de-republicanas-1751208?frm=pop

Michelle sofre insulto racista por parte de republicanas

Duas responsáveis políticas do condado de Clay, na Virginia Ocidental, teceram comentários racistas sobre a primeira-dama norte-americana. Referência a "macaca de saltos altos" já levou à demissão de uma delas.

 
Michelle Obama, primeira-dama dos Estados Unidos, referenciada como "macaca de saltos altos" em publicação de Facebook

A ainda primeira-dama dos Estados Unidos, Michelle Obama, sofreu uma injúria racial por parte de Beverly Whaling e Pamela Taylor, respectivamente mayor e directora da Companhia de Desenvolvimento do Condado de Claye, uma pequena cidade de Virgínia Ocidental.

“Macaca de saltos altos” ("Ape in heels") foi a expressão usada e publicada por Taylor na sua página de Facebook e que está a gerar controvérsia nas redes sociais. Taylor, juntamente com Beverly Whaling, está a ser acusada de comentários racistas.

Na sequência da eleição de Donald Trump à Presidência, Pamela Taylor comentou a chegada da nova primeira-dama, Melania Trump, com a publicação: “Será tão refrescante ter uma primeira-dama bonita, com classe e digna de volta à Casa Branca. Estou tão cansada de ver uma macaca de saltos altos”. Ao que a presidente de Câmara de Clay respondeu: “Fizeste-me ganhar o dia, Pam.”

Não demorou muito para que os cidadãos de Clay (e mesmo de fora do condado) percebessem o que acontecera e reagissem. Também a comunicação social local relatou o sucedido e, num instante, a história chegou à imprensa nacional. São muito os que “pedem a cabeça” das duas mulheres acusadas pela opinião pública de tecerem comentários racistas.

Desde segunda-feira que circula na Internet uma petição que pede os despedimentos da autarca e da dirigente, noticia o Washington Post. A petição já angariou 85.178 assinaturas. Para já, Pamela Taylor foi afastada do seu cargo, diz a Charleston Gazette-Mail.

Owens Brown, director da Associação Nacional para o Avanço das Pessoas de Cor da Virgínia Ocidental, está entre aqueles que pedem a demissão. "É lamentável que as pessoas ainda façam estas insinuações racistas", diz. "Infelizmente, esta é uma realidade com a qual lidamos actualmente na América, e não há lugar para este tipo de atitudes no nosso estado", afirma, em declarações à ABC News.

As páginas de Facebook de ambas as mulheres foram apagadas, diz o Washington Post.

Estes incidentes servem para inflamar a tensão que existe desde a eleição de Trump e que alguns como Joe Murphy, do Partido Democrata local, afirmam tratar-se da oposição entre brancos e negros no condado, mas que bem pode ser generalizada ao resto do país.

Aquando do processo de candidatura de Trump, o agora Presidente eleito recebeu o apoio do Ku Klux Klan, o mais antigo grupo racista norte-americano, que defende a supremacia branca nos Estados Unidos. Apesar de ter recusado em comunicado tal apoio, o mal já está feito, a julgar pela onda de protestos que se seguiram à vitória de Trump, bem como a estes episódios e às nomeações entretanto conhecidas para a Casa Branca.

Comentários:

 

JOÃO ALEXANDRE-ABRANTES

Aposentado , Abrantes

De facto o que dizer?.... Racistas há-os, infelizmente, ainda em pleno século XXI, aos montes por todo o lado, quer no espectro político da direita ou da esquerda. Que é, no mínimo, de considerar, lamentável, o modo infeliz como se expressaram estas duas republicanas americanas, lá isso é. Que se transforme este " acaso! " num acontecimento de tal envergadura como se está a revestir quer ao nível interno quer externo dos USA, não deixa de ser algo curioso que só pode dever-se à eleição de Donald Trump para a Presidência da América. Mas, lembraria aqui, que cá pelo nosso burgo, não vai assim há tanto tempo, aconteceu uma " reacção! " algo semelhante relativamente à esposa de um ex-PM,, coisa que não teve ecos como neste caso (enfim meras curiosidades?)...!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:45

https://www.publico.pt/politica/noticia/ninguem-esta-acima-da-lei-diz-costa-a-proposito-da-cgd-1750922

 

Costa diz que "ninguém está acima da lei" e que não tem plano B para a CGD

Primeiro-ministro disse não ser "advogado nem porta-voz" dos administradores do banco público.

O primeiro-ministro insistiu este sábado que o Governo não tem qualquer “plano B” para a Caixa Geral de Depósitos (CGD), ou seja, que não há solução alternativa ponderada em São Bento para a substituição da equipa liderada por António Domingues.

“Não há nenhum plano B para a Caixa, nem há nenhuma razão para polémica”, disse António Costa à saída de um encontro da Comissão Trilateral, em Lisboa, referindo-se à entrega das declarações de património e rendimentos da actual administração do banco público. O líder do executivo reiterou que não é “porta-voz, nem advogado dos administradores”, tendo, uma vez mais, afirmado que não se substitui ao Tribunal Constitucional “na definição de quais são as obrigações” dos gestores daquela instituição.

“O Tribunal Constitucional (TC) é a entidade competente para dizer quais são os deveres que existem e entendeu notificá-los [aos administradores da CGD] para apresentarem o seu ponto de vista e é isso que deve decorrer normalmente”, disse. O primeiro-ministro, sem o afirmar, referia-se à diligência dos juízes do Palácio Rattón, da passada quarta-feira, de solicitar aos dirigentes da Caixa a entrega das suas declarações de património e rendimentos. Segundo a lei, no limite de dois meses – 60 dias – este preceito tem de ser cumprido.

"Ao Governo compete, enquanto representante do accionista Estado, dizer o que quer para a Caixa Geral de Depósitos. Depois, cada um de nós tem o dever de cumprir as suas obrigações. Ninguém está acima da lei”, disse ainda António Costa em declarações aos jornalistas.

Desta forma, Costa manteve a estratégia de aparentar distância desta questão, remetendo os desenvolvimentos para o TC e desmentindo a existência de soluções em estudo pelo seu gabinete para a substituição dos actuais gestores da Caixa. Neste sábado, o semanário Expresso referia o nome de Paulo Macedo, antigo ministro da Saúde do Governo de Pedro Passos Coelho, como alternativa. Macedo, homem ligado ao sector financeiro, é actualmente administrador da seguradora Ocidental. Nos últimos dias, foram apontados outros nomes. Como Carlos Tavares, presidente da Comissão de Mercado de Valores Mobiliários, em final de mandato, e do banqueiro Nuno Amado, à frente do Millenium BCP e que também dirigiu o Santander/Totta.

O distanciamento pretendido por António Costa não convenceu, contudo, o presidente do PSD. “Foi o Governo e o primeiro-ministro que fizeram a lei [decreto-lei de 8 de Junho que altera o estatuto do gestor público ligado à CGD] e convidaram a administração, não pode agora lavar as mãos e dizer que isso é com a justiça”, repetiu, este sábado, Passos Coelho.

O presidente do PSD, que também esteve presente num hotel de Lisboa na reunião da Comissão Trilateral – fundada em 1973 por David Rockfeller - de que Portugal é um dos países membros do grupo europeu, devolveu, deste modo, a responsabilidade do caso para o executivo socialista. Recorda-se que uma das condições para a administração liderada por António Domingues ter tomado posse em 31 de Agosto foi a isenção dos seus membros da prestação da declaração de património e rendimentos.

Uma solução que também não convence os apoios parlamentares de esquerda do PS e que foi criticada este sábado pelo secretário-geral da CGTP. “Quanto à CGD estamos perante uma novela que nunca devia ter começado e que tem de acabar rapidamente”, afirmou Arménio Carlos, no Porto, onde compareceu ao 11º Congresso da Federação Nacional dos Médicos.

“Este processo só tem servido não só para degradar e pôr em causa a imagem da Caixa, mas também para retirar a prioridade que [a instituição] devia ter que era trabalhar para responder às necessidades do país, sobretudo ao financiamento quer das empresas quer das famílias”, criticou o sindicalista.

Sobre a declaração de património e rendimentos dos gestores da Caixa, o líder da CGTP foi claro e sucinto. “Cada um deve declarar para que todos saibamos que quem está a prestar um serviço público não beneficia do facto de o prestar mas, pelo contrário, está ali para assumir uma responsabilidade perante o país e simultaneamente a população”, declarou.

Comentários:

 

JOÃO ALEXANDRE-ABRANTES

Aposentado , Abrantes

Esta " novela! " da Caixa Geral de Depósitos, me desculpem, mas já cheira mal...Se é certo que a nossa banca tem vindo desde há anos e está a atravessar, por força das mais variadas circunstâncias, uma assaz complexa e perigosa " problemática! ", aliás tal como por outras paragens, o que é perfeitamente visível é que o dossier CGD desde o início do corrente ano (isto já para não falar de algum, diria, desleixo dos tempos anteriores) tem sido conduzido, mesmo muito, de forma " enigmática! " ««« vá lá perceber-se o porquê ou será que se percebe? »»».

 

P.S. - O QUE TÊMOS ESTADO A ASSISTIR DESDE HÁ MESES À VOLTA DA CGD É SIMPLESMENTE LAMENTÁVEL. SÓ NÃO SE PERCEBE O PAPEL NESTA MATÉRIA, PARA JÁ, DE PR - PM - MF - A.DOMINGUES OU PERCEBE?.... FACE AO VINDO A LUME POR QUE ESPERAM MÁRIO CENTENO E ANTÓNIO DOMINGUES? NÃO DEVIAM JÁ TER EXTRAÍDO CONSEQUÊNCIAS?!!!!!!!!!!!!!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:25


ELEIÇÕES AMERICANAS!

por O Fiscal, em 09.11.16

NAS ELEIÇÕES DE ONTEM NOS ESTADOS UNIDOS DA AMÉRICA OS AMERICANOS DISSERAM DE SUA JUSTIÇA. A PERGUNTA QUE HOJE SE IMPÕE É ««« AFINAL O QUE ACONTECEU? »»».

POR AQUILO QUE FOI POSSÍVEL APERCEBER-MOS-NOS RELATIVAMENTE AOS DOIS CAMPOS EM DISPUTA HOUVE INTERNA E EXTERNAMENTE UM CERTO " FORCING " NA PREFERÊNCIA, CHEGANDO-SE ATÉ AO DESPLANTE QUIÇÁ DUMA CERTA CERTEZA ANTECIPADA QUANTO A VENCEDORES E VENCIDOS. O QUE SE DISSE, PRINCIPALMENTE, DURANTE A CAMPANHA ELEITORAL, DE PARTE A PARTE, CHEGOU MUITAS VEZES AO BAIXO NÍVEL RAIANDO ATÉ A OBSCENIDADE E ISSO ATRAVESSOU CANDIDATOS(i.e. TRUMP- CLINTON), CANDIDATURAS, APOIANTES, MÉDIA`s E OPINION MAKER´s (americanos, europeus, mesmo cá do nosso burgo/de que poderia fazer destaques mas para quê). O QUE É CERTO É QUE ONTEM, NÓS POR CÁ, FOMOS PARA A CAMINHA COM UMA INTUIÇÃO QUE NOS FIZERAM O FAVOR DE IMPINGIR, SÓ QUE AO ACORDARMOS O FEITIÇO TINHA-SE VIRADO CONTRA O FEITICEIRO OU SEJA, DONALD TRUMP SERIA O NOVO PRESIDENTE, OS REPUBLICANOS " DONOS E SENHORES " DA CÂMARA DOS REPRESENTANTES E SENADO, HILARY CLINTON E OS DEMOCRATAS OS GRANDES DERROTADOS(em toda a linha,diga-se).

VISTOS OS FACTOS, NA MINHA OPINIÃO(reconhecendo que o povo dos USA mereceria outros candidatos presidenciais, mas, tal como pela nossa Europa/incluindo por cá, é o que há) O QUE LEVOU A ESTE DESFECHO, FOI, QUIÇÁ, UM CERTO CANSAÇO DE HÁ ANOS A ESTA PARTE O QUE ELEITORALMENTE LHES VEM A SER OFERECIDO NÃO PASSAR DE UMA CERTA " DINASTIA! ".....

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:56


A SER ASSIM... DIRIA....POUPEM-NOS,sff

por O Fiscal, em 08.11.16

SEGUNDO O " OBSERVADOR ON-LINE " DE HOJE, EIS, DOIS EXEMPLOS DE EXCELÊNCIA, UM DAS NOSSAS FORÇAS POLÍCIA / INVESTIGAÇÃO, O OUTRO DA NOSSA JUSTIÇA AO MAIS ALTO NÍVEL:

1 -

Crime

Pedro Dias, o fugitivo, entregou-se à polícia

O suspeito dos crimes de Aguiar da Beira entregou-se voluntariamente à polícia depois de quatro semanas em fuga. A detenção foi filmada pela RTP e aconteceu em Arouca.

2 -

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:25

Pág. 1/2



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

calendário

Novembro 2016

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D