Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




POIS É... SÃO OS NOVOS TEMPOS!

por O Fiscal, em 30.04.16

ESTA SEMANA NA COMISSÃO DE INQUÉRITO " BANIF ", NA AR, O DIRECTOR DO DEPARTAMENTO DE SUPERVISÃO DO BdP Sr. CARLOS ALBUQUERQUE DEIXOU NO AR POSSÍVEIS CULPAS DO PM Sr. ANTÓNIO COSTA NA SITUAÇÃO A QUE CHEGOU O BANIF, MAS, POR PARTE DA COMUNICAÇÃO SOCIAL DO "REGIME!" POUCO OU NENHUM RELEVO FOI DADO AO FACTO. PORQUE SERÁ? AH! SE FOSSE DO PEDRO!

DEIXO AQUI UMA RARA EXCEPÇÃO:

http://rr.sapo.pt/noticia/52930/banif_alto_quadro_do_banco_de_portugal_aponta_culpas_a_antonio_costa

28 Abr, 2016 - 20:52

 

Carlos Albuquerque revelou aos deputados que algumas notícias, em meados de Outubro do ano passado, degradaram a situação do banco.

O director do departamento de supervisão do Banco de Portugal, Carlos Albuquerque, admite que o primeiro-ministro, António Costa, está no lote de responsáveis políticos que diminuíram a confiança no Banif.

Carlos Albuquerque aponta culpas a António Costa

A posição do alto quadro do banco central foi manifestada esta quinta-feira na comissão de inquérito parlamentar à venda e resolução do Banif.

Carlos Albuquerque revelou aos deputados que algumas notícias, em meados de Outubro do ano passado, degradaram a situação do banco.

Perante a insistência da deputada do PSD, Emília Cerqueira, acabou por nomear António Costa.

“Foram notícias públicas por parte de alguns responsáveis políticos, não criticando mas colocando o Banif na esfera [dos bancos com alguma dificuldade]”, começou por dizer o director do departamento de supervisão do Banco de Portugal.

Questionado se António Costa é um desses políticos, Carlos Albuquerque começou por dizer: “Porventura, porque não estou absolutamente seguro”.

“Foram várias notícias que colocaram o Banif na esfera dos bancos com alguma dificuldade”, prosseguiu. Nomeadamente por António Costa? “Pode ser”, admitiu o alto quadro do Banco de Portugal.

Em causa estará uma entrevista de António Costa à TVI, a 18 de Outubro, em que falou de surpresas desagradáveis nas reuniões que teve com a coligação, em concreto no sistema financeiro.

Perante os deputados, Carlos Albuquerque reconheceu que a situação do Banif foi-se deteriorando junto da opinião pública e a entidade apresentava "especiais dificuldades de recuperação".

O responsável pela supervisão aponta o dedo a "desvios nos pressupostos económicos no plano de recapitalização" do banco firmado em 2013.

"O Banif não apresentava capacidade de reforço dos capitais próprios com recursos aos accionistas privados", sublinhou.

 

 

 

 

Renascença
Renascença

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:48

https://www.publico.pt/economia/noticia/operacao-lava-jato-apanha-director-de-campanha-eleitoral-de-passos-co

 

Operação Lava-Jato atinge publicitário que fez campanha eleitoral de Passos Coelho

Os investigadores brasileiros pediram informações ao Ministério Público sobre a actuação de André Gustavo em Portugal, onde teve como único cliente o PSD.

 
André Gustavo começou a assessorar Passos pouco depois de ele ter chegado a líder do PSD e ainda colabora com o partido

NOTA - CONVEM LER ESTA LOCAL DO JORNAL PÚBLICO NA ÍNTEGRA PARA PERCEBER MELHOR O                             QUE ESTÁ EM CAUSA.....

Comentários:

JOÃO ALEXANDRE-ABRANTES

Aposentado , Abrantes

Ora bem, aqui está uma notícia e pêras. Bem enquadrada e suficientemente desenvolvida. É preciso desmascarar o sr. Pedro Passos Coelho. Se não se foi lá, por exemplo, através da Tecnoforma ou das dívidas á Segurança Social, pois que se aproveite o Lava Jacto.....

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:39


DUAS NOTÍCIAS DE HOJE.... BRINCADEIRAS?

por O Fiscal, em 27.04.16

1 - http://www.noticiasaominuto.com/pais/578947/ip-levanta-quinta-feira-restricoes-a-circulacao-na-ponte-de-abrantes

IP levanta quinta-feira restrições à circulação na ponte de Abrantes

As atuais restrições à circulação automóvel a veículos ligeiros e pesados sobre o tabuleiro da ponte metálica de Abrantes vão ser levantadas na quinta-feira ao final do dia, anunciou hoje a empresa Infraestruturas de Portugal (IP).

© Lusa

País Circulação Há 1 Hora POR Lusa

Em comunicado, a IP refere que a obra de requalificação da ponte metálica de Abrantes, que teve início em setembro de 2014, representa um investimento de 2,9 milhões de euros na "melhoria das condições de segurança e conforto dos utilizadores" desta ligação sobre o rio Tejo.


 

A IP, no mesmo documento, faz notar que "a intervenção na ponte irá decorrer até final do mês de maio", tendo observado que, "no entanto, com a conclusão esta quinta-feira, dia 28 de abril, dos trabalhos nas juntas de dilatação, terminam as intervenções sobre o tabuleiro e que obrigavam à implementação continuada de condicionamentos de tráfego".

O contrato da empreitada para a reabilitação da ponte metálica de Abrantes sobre o Tejo, obra orçada em 2,9 milhões de euros, a executar em 18 meses, foi assinado pela Câmara de Abrantes e pela Estradas de Portugal (EP) a 30 de janeiro de 2014, tendo a intervenção arrancado em setembro do mesmo ano, com a previsão de conclusão dos trabalhos para final de 2015.

Durante a segunda fase de intervenção, e desde fevereiro de 2015, na ponte que liga Rossio ao Sul do Tejo a Abrantes, com uma extensão de 368 metros, a circulação a veículos pesados ficou interditada, ficando o trânsito condicionado a uma faixa de rodagem para os veículos ligeiros, com circulação alternada e regulada por semáforos.

O transporte público de passageiros tem, desde então, uma circulação permitida até 20 toneladas, os peões podem andar por um dos passeios da ponte e a circulação livre é permitida apenas para ambulâncias, bombeiros e forças de segurança em situação de emergência.

Os desvios foram devidamente sinalizados ao longo dos percursos alternativos, sendo que as pontes mais próximas para ultrapassar o rio são as de Alvega/Mouriscas e de Chamusca, a 20 e 30 quilómetros, respetivamente.

A intervenção, segundo a então EP, "surge em antecipação à previsível degradação desta obra, atualmente classificada com um estado de conservação de nível três" (o nível cinco é o pior) e "visa a melhoria das condições de segurança e o conforto dos utilizadores".

Do programa de obra consta a realização de trabalhos de fundação e reforço dos pilares, reparação e proteção da estrutura metálica e das zonas de betão armado, repavimentação e impermeabilização do tabuleiro, beneficiação do sistema de drenagem, colocação de guardas de segurança e juntas de dilatação, reparação do sistema elétrico e substituição de todos os elementos danificados, bem como a limpeza geral da ponte.

Quanto à iluminação, segundo foi anunciado no arranque dos trabalhos, "toda a instalação existente será substituída e serão disponibilizadas soluções que visem a sua eficiência energética".

A pintura da ponte será também garantida com a realização da obra, cuja reabertura total ao tráfego conheceu quatro adiamentos.

2 - http://observador.pt/2016/04/27/marcelo-execucao-orcamental-referente-dados-do-anterior-orcamento/

Execução Orçamental

Marcelo: execução orçamental é referente a dados do anterior orçamento

O Presidente da República considera que os dados da execução orçamental referem-se ao orçamento anterior. O OE de 2016 só começou a ser aplicado depois do período em análise.

O Presidente da República considerou esta quinta-feira que os dados da execução orçamental dizem respeito ao anterior orçamento porque, embora contenham medidas adotadas pelo Governo socialista, o Orçamento do Estado para 2016 só começou a ser aplicado depois do período analisado.

Numa conferência de imprensa após um encontro com o homólogo polaco, Andrzej Duda, que está a realizar uma visita de trabalho a Portugal, Marcelo Rebelo de Sousa foi questionado pelos jornalistas sobre os dados da Direção Geral do Orçamento (DGO) divulgados na terça-feira, que dão conta de um défice orçamental, em contas públicas de 823,9 milhões de euros até março, mais 107,9 milhões de euros do que o registado no primeiro trimestre do ano passado.

 

“Os dados conhecidos ontem [terça-feira] respeitam ao primeiro trimestre. Quer isso dizer que embora já compreendam medidas adotadas pelo Governo, são ainda dados de aplicação do orçamento do ano passado”, explicou o Presidente da República.

Segundo Marcelo Rebelo de Sousa, “o Orçamento para 2016 só começou a ser aplicado depois disso, o que quer dizer que só os dados do próximo mês e dos próximos meses mostrarão de forma mais clara a evolução da execução orçamental”.

 

O PORQUÊ:

NA NOTÍCIA SOB O Nº 1 - ANTES DE MAIS A FOTO NÃO ME PARECE DIZER RESPEITO À PONTE SOBRE O TEJO - ABRANTES/ROSSIO AO SUL DO TEJO. DUVIDA-SE QUE SEJA PARA ACREDITAR QUER NO QUE DIZ A IP SOBRE O LEVANTAMENTO DAS RESTRIÇÕES À CIRCULAÇÃO AMANHÃ QUER NO QUE VEM DIZENDO A CÂMARA MUNICIPAL DE ABRANTES SOBRE O REGRESSO À NORMALIDADE DO INSUFLÁVEL DO AÇUDE SOB A DITA PONTE, POIS JÁ POR VÁRIAS VEZES TAL FOI PROMETIDO E NICLES. O QUE SE VEM PASSANDO DESDE O VERÃO DE 2014 ATÉ HOJE É UM PURO TÉDIO(?) DEVIA FAZER CORAR DE VERGONHA DESDE OS RESPONSÁVEIS GOVERNAMENTAIS(IP), AOS AQUI AUTÁRQUICOS E ACABANDO NOS EXECUTANTES DA OBRA, AO MESMO TEMPO QUE É DE CENSURAR A LEVEZA DA COMUNICAÇÃO SOCIAL NO QUE DIZ RESPEITO À ABORDAGEM DESDE INÍCIO DE TAL TEMÁTICA,ISTO PARA NÃO FALAR DA PASSIVIDADE COMO NÓS PORTUGUESES CONTEMPORIZAMOS COM QUESTIÚNCULAS DESTAS/POIS É/É A VIDA(!).

NA NOTÍCIA SOB O Nº 2 - DE FACTO NÃO SE CONSEGUE PERCEBER SE MARCELO REBELO DE SOUSA VEM FALANDO/COMPORTANDO COMO PRESIDENTE DA REPÚBLICA OU COMO COMENTADOR DE OUTRORA TAL A AZÁFAMA MEDIÁTICA DE DEFENSOR DE UMA CERTA TEORIA(?). AQUI QUER DEITAR POEIRA PARA OS NOSSOS OLHOS. OS DADOS DE EXECUÇÃO ORÇAMENTAL VINDOS ORA A LUME DIZEM RESPEITO AO ANO DE 2016(1º TRIMESTRE) NÃO AO DE 2015. SE ACASO O SR. MRS O QUE NOS QUER DIZER É QUE O ORA OE SÓ ENTROU EM VIGOR EM 31 DE MARÇO, PELO QUE DE JANEIRO A MARÇO VIGOROU O REGIME DUODECIMAL DO DE 2015, SE CALHAR ESTÁ ESQUECIDO DAS MEDIDAS ENTRETANTO TOMADAS PELA "GERINGONÇA?" EM TERMOS DE RECEITA E DESPESA FORA DO OE/2015. ENFIM/É O QUE TÊMOS(!).

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:01


25 DE ABRIL!....OS 3 D´s?

por O Fiscal, em 25.04.16

PASSOU HOJE O 42º ANIVERSÁRIO DAQUELA MADRUGADA DE 25 DE ABRIL DE 1974. PARA MUITOS TAL DATA DIRÁ MUITO POUCO, A NÃO SER O FACTO DE SER UM DIA FERIADO. HOJE NÃO ASSISTI A NENHUMA DAS CERIMÓNIAS EVOCATIVAS, ACHO MESMO QUE DE HÁ MUITO ELAS DEIXARAM DE TER O SIGNIFICADO DIGNO DA SUA GÉNESE, MAS, PASSEI ALGUM TEMPO A RECORDAR. LEMBREI-ME DO QUE OS CAPITÃES ENTÃO NOS PROMETERAM - AFINAL DE CONTAS O QUE FICOU CONHECIDO COMO OS 3 D´s. E O QUÊ?. SEGUNDO ELES A SUA ACÇÃO TINHA COMO OBJECTIVOS PRINCIPAIS CRIAR AS CONDIÇÕES PARA O PAÍS " DESCOLONIZAR - DEMOCRATIZAR - DESENVOLVER ". HÁ QUEM DIGA, TODOS ESTÃO ALCANÇADOS, EU PENSO QUE OS DOIS PRIMEIROS SIM, JÁ O TERCEIRO TENHO DÚVIDAS. É QUE DESENVOLVIMENTO, EMBORA DE FACTO O PAÍS NÃO SEJA O MESMO DO ATÉ 24/04/74, O QUE SE VAI VENDO É COISA QUE NÃO CORRESPONDE DE MODO NENHUM AO QUE ESTARIA SUBJACENTE NO ESPÍRITO DOS VALOROSOS CAPITÂES. DE QUALQUER MANEIRA SOU PELO ««« 25 DE ABRIL " SEMPRE " »»».......

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:57

https://www.publico.pt/economia/noticia/funcionarios-publicos-recebem-esta-semana-salarios-com-corte-m

Funcionários públicos recebem esta semana salários com corte menor

A partir desta quarta-feira, o salário dos trabalhadores que ganham acima de 1500 euros terá um corte mais pequeno.

 
Funcionários públicos recuperam alguma margem no seu rendimento.

Os funcionários públicos com salários acima de 1500 euros mensais terão um corte menor na remuneração do mês de Abril, que começa a ser paga esta quarta-feira. A partir desta semana, estes trabalhadores terão um corte no salário entre 1,4% e 4%, inferior à redução entre 2,1% e 6% que lhes foi aplicada no primeiro trimestre do ano.

Os funcionários das Finanças, da Defesa, da Segurança Social, da Cultura e dos Negócios Estrangeiros, que recebem o salário no dia 20 de cada mês, serão os primeiros a sentir no bolso mais um passo na eliminação dos cortes. Seguem-se os trabalhadores dos restantes ministérios, que recebem até ao final desta semana.

Em 2011, os trabalhadores do Estado com salários acima de 1500 euros brutos viram o seu salário sofrer uma redução entre 3,5% e 10%. Nos anos seguintes, o anterior Governo tentou agravar os cortes, mas as suas pretensões foram chumbadas pelo Tribunal Constitucional e, em Setembro de 2014, foram recuperados os cortes de 2011 com a promessa de que seriam eliminados progressivamente até 2019.

Em 2015, o corte passou a oscilar entre 2,8% e 8% e o Executivo de António Costa – pressionado pelos partidos que apoiam o Governo no Parlamento – prometeu eliminar totalmente esta redução ao longo de 2016. A medida está prevista na Lei 159-A/2015, publicada em Dezembro do ano passado, que extingue a redução remuneratória na Administração Pública.

É o que está a acontecer a um ritmo trimestral, para que em Outubro as taxas de redução desapareçam por complemento.

Porém, os trabalhadores que estiveram sujeitos aos cortes não vão recuperar totalmente o salário que recebiam em 2011. Nos últimos cinco anos, foram tomadas várias medidas que penalizaram os rendimentos dos trabalhadores do sector público (e também do privado), nomeadamente o agravamento dos descontos para a ADSE, que passarma de 1,5% do salário para 3,5%.

Comentários:

JOÃO ALEXANDRE-ABRANTES

Aposentado , Abrantes

Apraz-me aqui este artigo da srª Raquel Martins, e porquê?. Penso que a matéria em apreço está explanada de forma isenta. De facto impõe-se que o jornalismo em democracia seja, apesar da natural tendência política pessoal de quem o executa, o mais distendida possível. Costumo em termos noticiosos diários de TV de seguir a SIC. Hoje nos seus boletins informativos também esta estação tem dedicado a esta matéria da recuperação dos salários dos TFP algum relevo, mas, acontece que, de forma não muito isenta, pois que, ressalva estar aqui em causa a reversão de cortes feitos pelo ex-governo de Pedro Passos Coelho, quando se o queria relevar então deveria falar em cortes iniciados pelo de Sócrates que PPC manteve. Seria de esperar do director de informação SIC sr. Ricardo Costa algum cuidado?.!!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:37


PANAMA PAPERS..... AND OTHERS PAPERS!

por O Fiscal, em 11.04.16

VAI POR AÍ " UM CHORRILHO! " DE INFORMAÇÃO SOBRE OS " PANAMA PAPERS ". É DE SAUDAR O PAPEL DA COMUNICAÇÃO SOCIAL. EM DEMOCRACIA O ESTADO DE DIREITO TEM DOIS SUPORTES ASSAZ ESSENCIAIS, POR UM LADO A JUSTIÇA E POR OUTRO OS MEDIA´s. CONTUDO ESPERA-SE DA COMUNICAÇÃO SOCIAL UMA GRANDE INDEPENDÊNCIA/ISENÇÃO, NA DIVULGAÇÃO DO QUE FOR DE DIVULGAR, CUSTE O QUE CUSTAR DOA A QUEM DOER. TODAVIA JÁ SE COMEÇAM A NOTAR SINAIS PREOCUPANTES. PRIMEIRO FOI-NOS DITO QUE NAQUELES " PAPERS " APARECIAM NOMES DE EX-GOVERNANTES E POLÍTICOS PORTUGUESES, MAS, POUCOS DIAS DEPOIS, DIZ-SE QUE AFINAL ESSES TERIAM SIDO APAGADOS, ORA, A SER VERDADE, ISSO PODERÁ LEVAR-NOS À DESCONFIANÇA, ENTÃO E AGORA QUE SE AGUARDAM CERTOS OUTROS "PAPÉIS" NESTES NOVOS TEMPOS DOS AFECTOS, SERIA UMA AUTÊNTICA DECEPÇÃO......

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:55


E SE NOS DEIXASSEMOS DE TRETAS?

por O Fiscal, em 08.04.16

https://www.publico.pt/culturaipsilon/noticia/nao-foram-as-redes-sociais-que-demitiram-joao-soares-mas-si

“Não foram as redes sociais que demitiram João Soares, mas sim o primeiro-ministro”, diz perito

Dois especialistas dizem que promessa de bofetadas não explica o pedido de demissão.

Comentários:

JOÃO ALEXANDRE-ABRANTES

Aposentado , Abrantes

Também me parece que esta demissão na " geringonça! " está muito mal esclarecida. De facto as " bofetadas! " do Ministro da Cultura sr. João Soares «« prometidas »» aos dois colunistas deste periódico(srs.Augusto M. Seabra e Vasco P. Valente), nos termos em que foram manifestadas, " à priori " não seriam motivo plausível para a cessação de funções, tanto mais, que Soares não fez mais nem menos do que António Costa já não tenha recorrido(lembre-mo-nos duma sua célebre SMS que há uns meses endereçou ao editor do jornal expresso sr. João Vieira Pereira). Sendo assim é de esperar que o tempo(senão os próximos dias) nos venha a trazer mais alguns esclarecimentos, aliás no seguimento de posições já tomadas, p. ex., por Costa e Soares...!!!!

 

 
 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:53


Mais sobre mim

foto do autor


calendário

Abril 2016

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D