Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




HOJE LEMBREI-ME... DO SEGUINTE!

por O Fiscal, em 28.10.15

ATENDENDO AO MOMENTO POLÍTICO QUE VIVEMOS, DESDE HÁ UNS MESES, MAS, MAIS CONCRECTAMENTE APÓS A IDA ÁS URNAS NO PASSADO DIA 4 DE OUTUBRO, ACHO CURIOSO QUE, SENDO A NOSSA "BENDITA!" COMUNICAÇÃO SOCIAL EM TANTAS OCASIÕES DE MANIFESTA " CONFUSÃO POLÍTICA!? «« TÃO LESTA »» NA ÂNSIA DO CABAL ESCLARECIMENTO PÚBLICO, EM PROCURAR IR OUVIR A OPINIÃO DE UNS CONHECIDOS     " SENADORES!? ", ATÉ AO MOMENTO, NÃO TENHAMOS SIDO "PRESENTEADOS!" COM O MAIS QUE "DOUTO!" PENSAMENTO DE FIGURAS COMO (v.g.) RAMALHO EANES - MÁRIO SOARES - JORGE SAMPAIO(como ex-PR´s) QUE VIVERAM MOMENTOS QUIÇÁ ALGO SEMELHANTES.... SERÁ QUE ANDAM DESAPARECIDOS?... SERÃO OS MÉDIA´s QUE NISSO NÃO ESTARÃO INTERESSADOS?... OU SERÃO AQUELES QUE A ISSO SE FURTAM?... AH! DIZ O CORREIO DA MANHÃ...TEM HAVIDO REUNIÕES(SECRETAS!?) DE ANTÓNIO COSTA COM AQUELAS PERSONALIDADES (pelo menos algumas) NA FUNDAÇÃO MÁRIO SOARES!?... SERÁ VERDADE? E CASO O SEJA, O QUE PENSAR? BEM, CADA UM DE NÓS TIRARÁ AS SUAS ILACÇÕES....

ADENDA - NEM A PROPÓSITO:

http://www.publico.pt/politica/noticia/actual-situacao-politica-e-normal-em-democracia-diz-eanes-1712867

 

“Actual situação política é normal em democracia”, diz Eanes

“A actual situação política é uma situação democrática normal”, disse esta sexta-feira António Ramalho Eanes, à margem de um almoço homenagem pelos seus 40 anos como máximo responsável da RTP, organizado por um grupo de trabalhadores da empresa num restaurante de Lisboa.

“A democracia é o conflito de ideias e de interesses, é um conflito, contudo tolerante, civil e que não utiliza armas”, considerou o antigo Presidente da República. Por isso considerou normal a actual situação política, salientando que a tensão existente faz parte.

“Não podemos olhar para a democracia como um regime de economia de tempo, a democracia são as eleições, as escolhas das eleições, é o tempo que as instituições demoram para se estabelecer, para receber os novos titulares”, disse.

Recorda-se que a posse, esta sexta-feira, do actual Governo e as já anunciadas moções de rejeição levaram sectores da esquerda política a considerar este processo como uma perda de tempo dada a inevitabilidade da queda do executivo liderado por Pedro Passos Coelho. Do mesmo modo, a adequação dos trabalhos da Assembleia da República à solução governativa também suscitou reparos, nomeadamente sobre a constituição e labor das comissões parlamentares.

Contudo, Ramalho Eanes não deixou de reflectir, de forma crítica, sobre o tom do actual debate político. “Vejo com preocupação a crispação dos dirigentes políticos que é desnecessária”, admitiu. Embora se tenha recusado a identificar a quem se referia, admitiu implicitamente vir a fazê-lo. “Só me vou pronunciar quando este ciclo político aberto pelas eleições tenha terminado”, concluiu.

Comentários:

 

JOÃO ALEXANDRE-ABRANTES

Aposentado , Abrantes

Sempre tive respeito/admiração por Ramalho Eanes. Votei nele nas presidenciais de 1976 e 1980, aliás fiz parte, como independente, daquelas duas Cnarp´s(note-se, mesmo naquela última, em que Mário Soares à última hora tomou uma posição algo esquisita, que até hoje nem MS nem RE esclareceram devidamente e tal ocorrência não me levou a desconsiderar!? RE, como o fizeram muitos socialistas que também integravam a Cnarp, posteriormente). Mas devo confessar que desde há uns tempos para cá vem-se-me apoderando uma certa, quiçá, quase "desilusão eanista!?",que estas ora aqui considerações hoje feitas por RE sobre o actual momento político só vêm reforçar, porque, a insinuação(sem nomear destinatário`s) que deixa no ar ««vidé último & desta local»» está identificada por certos seus encontros!!!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:37


A GRANDE DISCUSÃO QUE POR AÍ ANDA!

por O Fiscal, em 26.10.15

O PAÍS APÓS A NOITE ELEITORAL DE 4 DE OUTUBRO ÚLTIMO ENTROU NUMA AUTÊNTICA DERIVA DE OPINIÕES SOBRE QUE GOVERNO LEGÍTIMO OU ILEGÍTIMO DEVE SAIR DO(s) NOSSO(s) VOTO(s). EM 40 ANOS APÓS O 25 DE ABRIL NUNCA SE LEVANTARAM DÚVIDAS «« FORMAVA GOVERNO(em maioria absoluta ou relativa) A FORÇA POLÍTICO-PARTIDÁRIA QUE SAÍSSE VENCEDORA »» QUE DE SEGUIDA A AR " CAUCIONARIA OU NÃO "(mas sempre o parlamento chancelou). CURIOSAMENTE(ou quiçá talvez não) FOI PRECISO CHEGARMOS AO QUADRAGÉSIMO PRIMEIRO ANO DA NOSSA VIVÊNCIA DEMOCRÁTICA PARA O QUE ORA  ALGUNS CLASSIFICAM COMO " A TRADIÇÃO JÁ NÃO É O QUE ERA ". AFINAL DE CONTAS O QUE SUCEDEU? NADA QUE NÃO TIVESSE OCORRIDO VÁRIAS VEZES NA SEQUÊNCIA DE ELEIÇÕES LEGISLATIVAS NAQUELES 40 ANOS(i.e.) QUEM FICOU Á FRENTE EM Nº DE VOTOS OBTIDOS E MANDATOS DE DEPUTADOS É NO ENTANTO MINORIA RELATIVAMENTE AO CONJUNTO RESTANTE DAS OUTRAS FORÇAS CONCORRENTES/REPRESENTADAS NA AR. SÓ QUE, DESTA VEZ ESSE TAL CONJUNTO RESTANTE " MUDOU DA OPINIÃO NO PASSADO!? " E ACHA AGORA QUE «« QUEM VENCEU AFINAL NÃO VENCEU »»(pois que no parlamento resultante e já investido há uma clara maioria CONTRA quem "não quer nada nem á lei da bala!/enfim o vencedor "). DE FACTO PARA O ELEITORADO(que veio a ser votante ou abstencionista) DA ELEIÇÃO DE 4/10, NADA FOI ESCONDIDO. SE POR UM LADO ERA OPINIÃO(qb), ATÉ AO VERÃO ÚLTIMO, QUE, O VENCEDOR ABSOLUTO ESTAVA JÁ ENCONTRADO, DEPOIS A POUCO E POUCO E À MEDIDA QUE NOS ÍAMOS APROXIMANDO DO DIA D!, A TAL OPINIÃO IA ESMORECENDO, MAS, A BASE DO DISCURSO DO TAL CONJUNTO RESTANTE POUCO OU NADA SE ALTEROU(i.e. o objectivo era acima de tudo o de afastar/custasse o que custasse/ o até então "absoluto!" PM e agora a 4/10 vencedor "relativo!" - PPC), E SE DÚVIDAS HOUVESSE, ELAS CAÍRAM POR TERRA, AO FIM DAQUELA NOITE DE 4/10, FACE AO QUE DISSERAM, ANTÓNIO COSTA/PS - CATARINA MARTINS/BE E JERÓNIMO DE SOUSA/CDU. DE 5/10 EM DIANTE E AINDA HOJE O QUE SE TEM VISTO É SIMPLES E CLARO " ANTÓNIO COSTA/PS(grande perdedor) VENCEDOR! " AO PODER(seja lá como for). ENTRETANTO O PR CAVACO SILVA INICIAVA, DE SUA EXCLUSIVA COMPETÊNCIA, AS DILIGÊNCIAS CONSTITUCIONAIS COM VISTA À INDIGITAÇÃO DE UM PM(analisa os resultados eleitorais/ausculta PPC/recebe os partidos parlamentares) E AO FIM DO DIA 23/10(após publicados em DR os resultados eleitorais) COMUNICA AO PAÍS A SUA DECISÃO(ainda não sabemos se forçada ou voluntária) «« INDIGITA PPC COMO PM »»(quiçá em comunicação, penso, de modo um tanto excessivo). E É AQUI QUE SE INICIA, "O E AGORA PPC?" E "A TAL DE INÍCIO DERIVA DE OPINIÕES SOBRE QUE GOVERNO?".TÊMOS TIDO, DIRIA, PARA TODOS OS GOSTOS, MAS, ONTEM AO FIM DO DIA O JORNAL PÚBLICO TRAZ Á LUZ, SOBRE A QUESTÃO, O SEGUINTE:

http://www.publico.pt/politica/noticia/um-governo-de-gestao-tem-os-poderes-que-conseguir-justificar-1712342

Acórdão do Tribunal Constitucional de 2002 diz que seria "altamente inconveniente" limitar o governo aos actos de gestão corrente e defende que as decisões devem ser justificadas por serem inadiáveis e absolutamente necessárias.

Um governo de gestão não está limitado por uma lista de poderes plasmados na lei, mas antes pela necessidade que tem de tomar determinadas decisões num momento exacto e pela forma como as conseguir justificar. A conclusão é de um acórdão do Tribunal Constitucional (TC) de 2002, em que os juízes consideram que um governo demitido não tem “nenhuma limitação” nos actos legislativos que pratica, frisando que o “critério decisivo” é o da “estrita necessidade da sua prática” – ou seja, se é algo “inadiável” e absolutamente “necessário”........

SABEMOS QUE ESTE ACÓRDÃO DO TC DE 2002 DIZ RESPEITO AO PERÍODO EM QUE UM GOVERNO DE ENTÃO ESTEVE EM GESTÃO/SEM OE/ VÁRIOS MESES / ERA PM GUTERRES/PS " DE MAIORIA RELATIVA "(que se havia demitido/melhor fugiu/no outono de 2001/por causa de um dito pântano) SENDO PR JORGE SAMPAIO, SÓ QUE, TENHO RESERVAS QUE POSSA SER VÁLIDO PARA OS TEMPOS QUE CORREM, PORQUE NESSA ALTURA, NO NOSSO PAÍS A TRADIÇÃO AINDA ERA O QUE ERA.

CONCLUSÃO - ACABE-SE COM AS OPINIÕES E DÚVIDAS, A ESQUERDA É MAIORITÁRIA NA AR, LOGO, SE ELA ASSIM O QUER E ASSUME QUE QUER TRAZER A ESTE PAÍS UMA NOVA TRADIÇÃO, ENTÃO O MAIS DEPRESSA POSSÍVEL «« ANTÓNIO COSTA/PS-CATARINA MARTINS/BE-JERÓNIMO DE SOUSA/CDU AO GOVERNO »»(COISA QUE VIA FERRO RODRIGUES JÁ ESTÁ NA AR E A PARTIR DE 2016 TAMBÉM PODERÁ ESTAR EM BELÉM).....

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:15


CHAMEM-ME O QUE QUIZEREM!

por O Fiscal, em 25.10.15

http://www.publico.pt/mundo/noticia/blair-admite-relacao-entre-invasao-do-iraque-e-aparecimento-do-estado-islamico

Blair admite relação entre invasão do Iraque e aparecimento do Estado Islâmico

 

O antigo líder trabalhista considera “difícil pedir desculpa” por ter participado na invasão do Iraque, com os EUA, e no afastamento do ditador iraquiano.

“Posso dizer que apresento as minhas desculpas pelo facto de as informações dadas pelos serviços secretos serem falsas”, disse. Mas “acho difícil pedir desculpas por ter removido Saddam. Ainda hoje, em 2015, considero que é melhor que ele não esteja lá”, acrescentou.

O ex-primeiro-ministro - que noutras ocasiões já disse que não foi a invasão que conduziu o país ao estado em que está - pediu desculpa por “certos erros no planeamento” e falhas na“compreensão do que se passaria uma vez derrubado o regime”.

As declarações foram feitas quando se aguarda a divulgação dos resultados do trabalho da Comissão Chilcot, criada em 2009, na época do Governo trabalhista de Gordon Brown, para investigar a participação do Reino Unido na guerra contra o Iraque lançada pela Administração de George W. Bush.

“Ele já disse isso tudo”, relativizou um porta-voz do antigo primeiro-ministro. “Tony Blair sempre apresentou as suas desculpas pelas informações dos serviços secretos e por erros na planeamento.”

Comentários:

JOÃO ALEXANDRE-ABRANTES

Aposentado , Abrantes

Estas "palavras!"do grande estadista socialista(?) britânico, sr. Tony Blair, ao fim de uma dúzia de anos, raiam o ridículo, por um lado pela hipocrisia de que se revestem e por outro pela falta de humildade. Este sr. Blair mais os srs Bush,Aznar e porque não Durão Barroso, deveriam há muito estar sob a alçada do TPI, face ao que se passou em 2003. Estes "ilustres(?) líderes(?) mundiais!" foram os principais responsáveis, ao arrepio da ONU(já na altura não se percebia para que servia esta organização) e a coberto da mais vergonhosa "mentira pública internacional", pela invasão de um país(Iraque),por aquele triste espectáculo! mediático de "enforcamento em directo para todo o mundo do seu na altura líder "S. Hussein e pelas funestas consequências internas e externas(como está à vista)!!

ACRESCENTARIA AINDA - SEMPRE ENTENDI QUE SADDAM HUSSEIN PERSONIFICAVA ELE PRÓPRIO A DITADURA QUE NA ALTURA VIGORAVA NO IRAQUE, MAS, DAÍ A ACEITAR, O COMPORTAMENTO DAQUELES DITOS DEMOCRATAS E A COMPLACÊNCIA INTERNACIONAL, VAI UMA GRANDE DISTÂNCIA, JÁ QUE MAIS NÃO SEJA, PORQUE, EMBORA ACHANDO SALUTAR A SOLIDARIEDADE UNIVERSAL(com todos os mecanismos de que se dispõe para o efeito), ENTENDO QUE O USO DA FORÇA SÓ EM EXCEPCIONALIDADE E ÚLTIMO RECURSO, O QUE NÃO FOI O CASO......

 
 
 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:03


O MOMENTO POLÍTICO!

por O Fiscal, em 24.10.15

http://www.publico.pt/politica/noticia/-ferro-rodrigues-eleito-presidente-da-assembleia-da-republica-1712144

Ferro eleito no Parlamento......

As bancadas à esquerda uniram-se em torno da eleição de Ferro Rodrigues, recriando a disputa que têm mantido com PSD/CDS pelo direito de formar Governo.

A esquerda uniu-se em torno de um novo presidente da Assembleia da República e infligiu a primeira derrota à direita.....O antigo líder socialista conseguiu congregar o apoio da esquerda e foi eleito por 120 votos contra os 108 de Fernando Negrão proposto pelo PSD e apoiado pelo CDS – houve dois votos em branco. Juntas, as bancadas do PS, BE e PCP somam 122 deputados, enquanto PSD e CDS perfazem 107. O 230º deputado pertence ao PAN e não manifestou antecipadamente o seu sentido de voto. A votação foi secreta, em urna.....Tradição versus votos
O discurso e a eleição de Ferro Rodrigues geraram uma reacção crispada nas bancadas do PSD e do CDS que o acusaram de ser parcial. “Hoje foi quebrada uma regra, uma tradição de sempre da democracia portuguesa. Lamento que pela primeira vez um presidente da Assembleia não tenha saído da força mais votada. E lamento que Ferro Rodrigues tenha sido eleito em confronto com esta tradição”, afirmou o líder da bancada social-democrata Luís Montenegro....António Costa interveio no plenário. “Em democracia, o mérito não se apura em resultado dos votos, o mérito resulta da qualidade, da convicção e dignidade do combate politico”, começou por afirmar o secretário-geral do PS. Costa não desperdiçou a oportunidade para dizer que “na eleição do seu presidente, a Assembleia expressou de modo inequívoco a maioria do conjunto da vontade dos portugueses: que a legislatura seja marcada por mudança”....

 

Comentários:

JOÃO ALEXANDRE-ABRANTES

Aposentado , Abrantes

Seja como for...sobre a ascensão de Ferro Rodrigues a PAR...uns dizem...ah! quebrou-se uma tradição(o facto de até agora o PAR sair da força política vencedora)...outros dizem...bem! mas não são os deputados por maioria absoluta que o devem eleger...por mim " à priori " diria...claro que quem perfile ideias democráticas não pode nem deve ver a eleição de Ferro Rodrigues como se estivesse fora do âmbito democrático mesmo que veja no que lhe está subjacente algo de uma qualquer ampla estratégia com que não concorde " como também é o meu caso ", pelo que, aceitemos com humildade democrática o que é decidido democraticamente, mas, estejamos mais que vigilantes aos tempos políticos que estamos a viver, pois que os ventos que vão soprando podem trazer aí «« um perigo para certos telhados! »»!!

ADENDA - MAS ESTARÃO A PENSAR... O QUE QUEREREI EU SIGNIFICAR COM UMA  TAL ESTRATÉGIA A QUE ALUDO(no rectro sublinhado)?... POIS BEM, DEIXO ESTAS PISTAS:

ETAPAS SOCIALISTAS:

1 - FERRO RODRIGUES JÁ É A 2ª FIGURA DO ESTADO / PAR:

   a) AQUANDO DO CASO CASA PIA...

“Tou-me cagando para o segredo de justiça”, diz Ferro ...

carmittapolicarpo.over-blog.com/article-tou-me-cagando-para-o-segredo de justiça...diz Ferro

17 de Outubro/2014: São conhecidas declarações das conversas telefónicas escutadas a Ferro Rodrigues e a António Costa no dia da detenção de Paulo Pedroso....

   b) NA DEFESA DE SÓCRATES...

Ferro Rodrigues agita Parlamento ao elogiar José Sócrates... 31 de Outubro de 2014...(aliás como também o fez na altura António Costa)

CAUSA COMUM... JUSTIÇA!

2 - ANTÓNIO COSTA A PM / AINDA NÃO É / MAS NÃO ESTARÁ QUASE?:

   a) O PS NÃO FOI O PARTIDO MAIS VOTADO(nem sequer o com mais deputados) EM 4 DE OUTUBRO... FICOU EM 2º...MAS...

Coligação de esquerda | Legislativas 2015

www.legislativas2015.pt/tag/coligacao-de-esquerda/

António Costa reconheceu haver "condições" para concretização de acordo à esquerda.

   b) PEDRO PASSOS COELHO(e a PaF) JÁ FOI INDIGITADO PM PELO PR E PREPARAM-SE PARA FORMAR GOVERNO / TOMAR POSSE / APRESENTAR PROGRAMA NA AR...MAS...

PS vai apresentar no parlamento moção de rejeição ao novo Governo de Passos... há 2 dias...

CAUSA COMUM... O PODER...CONQUISTA A TODO O CUSTO DO GOVERNO / VÁ LÁ SABER-SE PARA QUÊ!

3 - E A PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA / VAI PARA QUEM?

     a) O QUADRO DE CANDIDATOS À ESQUERDA E DIREITA AÍ ESTÁ. ANTÓNIO COSTA/O PS E NÃO SÓ COMEÇARAM POR UM DESEJO GUTERRISTA, DEPOIS VITORINISTA, EM SEGUIDA A DAR SINAIS A FAVOR DE SAMPAIO DA NÓVOA, DEPOIS APARECEU A CANDIDATURA DA SOCIALISTA MARIA DE BELEM E CONTINUA-SE Á ESPERA DE UMA DEFINIÇÃO DE AC/PS...MAS...há poucos dias...

António Costa quer socialistas com apenas um candidato a Belém...Secretário-geral do PS considera que a multiplicação de candidaturas à esquerda pode ser um obstáculo à vitória socialista nas presidenciais....António Costa defende que a área socialista deveria ter um único candidato presidencial...

Costa continua: "Estamos certos que na área política do Partido Socialista, militante do PS ou não militante do PS, haverá certamente uma boa personalidade com boas condições para disputar e vencer as eleições presidenciais, renovando e atualizando aquilo que foram os legados dos Presidentes da República apoiados pelo PS".

A decisão do secretário-geral dos socialistas em relação a Belém deverá ser tomada só depois das legislativas, marcadas para o próximo dia 4 de outubro.

     b) HOJE EM VILA VELHA DE RÓDÃO JOSÉ SÓCRATES FALOU E DISSE MUITO, MAS, DO QUE AFIRMOU RETIREI 2 TIRADAS, QUE QUIÇÁ VENHAM AQUI A PROPÓSITO:

    b1) TODOS OS MEUS DIREITOS POLÍTICOS ESTÃO INTACTOS E TENCIONO EXERCÊ-LOS(sic);

    b2) DEVE GOVERNAR QUEM TEM A MAIORIA DO PARLAMENTO(sic);

CAUSA COMUM...O PLENO DO PODER...VÁ LÁ SABER-SE PARA QUÊ!

NÃO SEI SE JÁ PERCEBERAM... " O PODER E A JUSTIÇA! "....

   

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:35


UM POUCO MENOS DE ARROGÂNCIA, sff

por O Fiscal, em 23.10.15

NÃO... NÃO É BRINCADEIRA... É APENAS UM POUCO DE HUMOR AO QUE EM TERMOS POLÍTICOS TEMOS ESTADO A ASSISTIR. DE FACTO, EMBORA FOSSE UMA INCOERÊNCIA, JÁ QUE "EM MINHA OPINIÃO" OS LÍDERES PARTIDÁRIOS ANDAM UM TANTO «« NA BRINCADEIRA »», QUE TAL CHEGARMOS A ISTO?:

http://www.publico.pt/politica/noticia/ps-anuncia-que-passos-coelho-vai-cair-1712077

 

PS responde a Cavaco com moção de rejeição a Passos

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:34


SERÃO TRETAS?

por O Fiscal, em 19.10.15

EM TEMPOS HOUVE UM " CONVERSAS DA TRETA ", MAS, AÍ ESTAVA-MOS PERANTE UM PROJECTO DE CERTO MODO TEATRAL DE  ENTRETENIMENTO. AGORA DÁ A IMPRESSÃO QUE ESSE PROJECTO FOI ADAPTADO PARA A PRÁTICA POLÍTICA, PELO MENOS, POR PARTE DE UMA CERTA SUA ÁREA:

http://www.publico.pt/politica/noticia/costa-diz-que-desde-o-inicio-recusou-lugar-num-governo-da-coligacao-1711646

........ O secretário-geral do PS, António Costa, aproveitou a sua resposta à última iniciativa do presidente do PSD, Pedro Passos Coelho,......A carta de Costa.....Mas Costa esclarece ainda o seu posicionamento sobre a principal novidade da carta de Passos Coelho, enviada este domingo..... O socialista utiliza também a carta para retomar.... .... minha carta de 16 de Outubro....

Comentários:

JOÃO ALEXANDRE-ABRANTES

Aposentado , Abrantes

Bem "estas conversas da treta!,compostas de cartas para lá, cartas para cá, baralha e volta a dar, está a tardar chegar a um final. De facto ao fim de 41 anos de democracia em termos eleitorais continuamos quase na mesma como em 23 de Abril de 1974 pois já vamos para a 3ª semana pós 4 de Outubro, parlamento e governo que daquele acto terá de resultar "nem vê-los". Não aprendemos nada, já que mais não seja, com países nossos parceiros da UE, nem mesmo com a Grécia(país com que vemos por cá à boca cheia não nos querermos comparar) que há cerca de um mês realizou eleições legislativas e "pasme-se!",logo após o dia em que o povo grego falou, 24 horas depois era indigitado o PM e em 2-3 dias o novo governo grego estava em pleno exercício. Eh! até neste neste aspecto ««Portugal não é a Grécia»»!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:01

http://www.publico.pt/politica/noticia/vasco-lourenco-apela-a-democratas-solucao-implica-abdicar-de-algumas-ideias-1711312

 

 

Vasco Lourenço apela a democratas: solução implica abdicar de algumas ideias

O capitão de Abril não conhece alguém “menos fiável” do que “os dois aldrabões que estão à frente da coligação de direita”.

Num longo texto intitulado O Fantasma da Fonte Luminosa anda por aí…, o presidente da Associação 25 de Abril, Vasco Lourenço, lança um “apelo a todos os democratas” para que prescindam de algumas ideias e, em conjunto, encontrem “uma solução alternativa estável”.

“Prescindam de parte das vossas ideias, dos vossos interesses, dos vossos projectos! Sejam capazes de abdicar de algo, para irem ao encontro dos outros e, em conjunto, encontrarem uma solução alternativa estável às que já demostraram não servirem para o bem dos portugueses”, escreve.

Vasco Lourenço entende que “as acções desenvolvidas pelos partidos de esquerda com representação maioritária na Assembleia da República (PS, BE, PCP)” mostram ser possível “repetir os governos provisórios de 1974/1975, existentes ainda antes das eleições para a Assembleia Constituinte”.

E, em relação a quem podem os portugueses confiar, questiona: “haverá alguém menos fiável, em quem se possa confiar menos, do que os dois aldrabões que estão à frente da coligação de direita? Eu não conheço…”

Na nota enviada à comunicação social, defende ainda que não se deve recear “o poder de quem está na Presidência da República e dá sinais de querer continuar a sua acção partidária e não querer cumprir a Constituição da República”: “Não quero acreditar, apesar de todo o seu passado, que chegue a tanto! Mas, se o ousar fazer, a História se encarregará de o classificar devidamente”, diz, referindo-se à decisão de Cavaco Silva poder ou não dar posse a um governo de esquerda.

Sobre o resultado das eleições legislativas de 4 de Outubro que não deram a maioria absoluta à direita, Vasco Lourenço considera que foram “uma primeira reacção dos portugueses” que demonstraram, “num primeiro aviso, que estão fartos, que basta”, que aqueles que “levaram ao ‘estado a que isto chegou’ têm de sair de cena”. Os portugueses estão, argumenta, a dizer “aos responsáveis que têm de encontrar outras soluções, outros caminhos”.

Em Março do ano passado, no Congresso da Cidadania, Vasco Lourenço já tinha defendido que, “se não acontecer uma votação maioritária numa só força, devem procurar-se acordos interpartidários, envolvendo todas as forças políticas, sejam as mais antigas, sejam outras que estão a surgir, desde que empenhadas na ruptura com as políticas e as práticas desgraçadamente seguidas até aqui”.

Mas, para que isto aconteça, é preciso “esconjurar o fantasma da Fonte Luminosa [manifestação que opôs o PS ao Governo de Vasco Gonçalves, apoiado pelo PCP, em 1975] que, passados quarenta anos, continua a andar por aí”.

Para o capitão de Abril, não interessa tanto “escalpelizar o procedimento passado de cada uma destas forças”, mas “encarar a nova conjuntura, o novo posicionamento destas três forças partidárias, com honestidade e lisura, sem preconceitos ou ‘pé atrás’”.

Comentários:

JOÃO ALEXANDRE-ABRANTES

Aposentado , Abrantes

Tenho imensa pena, mas, tenho que o dizer... o sr. Vasco Lourenço, que teve um papel político-militar no período revolucionário de Abril de 1974 deveras relevante, tem vindo sucessivamente em tomadas de posição a fazer esquecer aquele seu passado. Vá lá saber-se o porquê(ou quiçá se perceba!) VL desde há muito que nutre qb um "ódio de morte!"pelo actual PM sr. PPC(aqui + o Vice PM sr. PP). Ele tem todo o direito de não gostar e até de criticar(como outros o terão do contrário), só que, em democracia há limites de responsabilidade para todos, por exemplo o dever educacional. Ora é aqui que Vasco Lourenço tem um défice, lembre-mo-nos de uma reunião da Aula Magna em que "bradou a plenos pulmões!" temos que correr com PPC nem que seja à paulada e aqui agora com os "aldabrões". Enfim!...!!!!!!!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:27


PORQUÊ?

por O Fiscal, em 15.10.15

ACABO DE ASSISTIR A ALGO INÉDITO(pelo menos foi isso que acabei de ver no jornal das 20h da SIC). ERA USUAL AQUANDO DAS CIMEIRAS DA UE A TV MOSTRAR-NOS IMAGENS DOS LÍDERES. ORA HOJE NÃO VI POR LÁ PEDRO PASSOS COELHO(julgo pensar que ele ainda é o PM de Portugal ou será que não?), MAS QUE ELE ESTEVE LÁ..ESTEVE, ALIÁS ANTES DA CIMEIRA, PELA MANHÃ ESTEVE NA REUNIÃO " PPE ". E O QUE VI NA SIC? SINAIS DA REUNIÃO DO PPE - NADA... SINAIS DA CIMEIRA DA UE - NADA.. MAS, DAS HOJE TAMBÉM PRESENÇAS EM BRUXELAS DE ANTÓNIO COSTA E CATARINA MARTINS, VI AC NA REUNIÃO DO PSE / ELE FALOU / MOSTROU-SE / HOUVE ATÉ QUEM O LOUVASSE, E VI AINDA CM AOS BEIJINHOS A ALEX TSIPRAS / ELA FALOU / MOSTROU-SE...SERÁ QUE ALGO ME ESTÁ A PASSAR AO LADO?... SERÁ QUE QUEM ESTEVE HOJE EM BRUXELAS FORAM OS ACTUAIS PM ANTÓNIO COSTA E VICE PM CATARINA MARTINS?. SE CALHAR É(e não dei por nada)....

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:31


MAS QUE MAIS NOS ESTARÁ PARA ACONTECER?

por O Fiscal, em 14.10.15

O que virá a seguir?

Primeiro o PS teve um líder preso.

Agora temos o país preso a um líder do PS.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:33

http://www.publico.pt/politica/noticia/ponto-final-diz-passos-que-nao-vai-reunir-mais-com-ps-para-fazer-de-conta-1711147?a

“Ponto final.” Passos não vai reunir-se mais com PS para “fazer de conta”

“Dá a impressão que o PS ganhou as eleições e está a fazer diligências para formar governo”, disse o líder da coligação de direita.

Pedro Passos Coelho deixou nesta quarta-feira um aviso claro: já teve duas reuniões com o PS e não está disponível para mais, se for para andar a “fazer de conta”. O líder da coligação Portugal à Frente disse mesmo que talvez seja altura de “pôr um ponto final naquilo a que o país tem vindo, atónito, a conhecer em praticamente uma semana”, como se tivessem sido os socialistas, e não a coligação de direita, a ganhar as eleições.

“Dá a impressão que o PS ganhou as eleições e está a desenvolver diligências para formar governo", disse nesta quarta-feira, citado por diversos meios de comunicação social e à margem de reuniões preparatórias sobre o Conselho Europeu. O líder da coligação de direita mostrou-se ainda indisponível para andar a fazer reuniões com os socialistas que não cheguem a qualquer resultado e ironizou, sobre o cenário das negociações em curso, que "dá a impressão que o PS ganhou as eleições e está a fazer diligências para formar governo".

Por isso, deixou um aviso os socialistas: “Já tive duas reuniões com o PS e não tenciono ter mais nenhuma para fazer de conta ou simular que se está a alcançar algum resultado, pois o PS não deu contributo nenhum para que esse resultado fosse alcançado.”

O líder da coligação Portugal à Frente declarou ainda que o país não pode ficar "refém" de um jogo entre partidos: "Não vamos inverter esses papéis e eu não aceitarei que o país fique refém deste jogo que é um jogo político-partidário, que pode ser muito respeitável para o PS, mas não é um jogo que possa prosseguir com o meu apoio."

Passos Coelho, que está à espera que o Presidente da República o indigite para formar governo, insistiu que “está na altura de dizer, de forma audível, que o PS perdeu as eleições, não as ganhou, e portanto cabe-lhe encarar com humildade e com responsabilidade o resultado destas eleições”.

À margem daquelas reuniões, sublinhou que está "sempre disponível, aberto, para poder atingir qualquer compromisso" que dê aos portugueses garantia de que os próximos anos serão de crescimento e de retoma do emprego", mas sem esquecer que o resultado dá a vitória à coligação e não ao PS. “Não vamos virar o resultado das eleições do avesso", disse, deixando claro que não vai "governar com o programa do PS" e não vai "com certeza sujeitar o país a uma espécie de chantagem política em que quem perdeu impõe a quem ganhou as condições”.

Passos ressalvou que os socialistas podem, porém, apresentar os seus contributos "em qualquer altura" e defendeu que a coligação deu "os passos que eram necessários e indispensáveis, com muita humildade, para procurar o apoio do PS".

"Nós dissemos com muita clareza: não tivemos a maioria absoluta no Parlamento e, portanto, não podemos governar só com o nosso programa. Estamos disponíveis para fazer concessões, mas é preciso saber o que é que o PS quer para poder dar aos portugueses condições de estabilidade", defendeu.

Na terça-feira, no final de duas horas e um quarto de encontro entre os representantes da coligação Portugal à Frente e do PS, Passos Coelho afirmou que não se tinha “avançado rigorosamente nada” desde a primeira reunião. Já as negociações entre PS, Bloco de Esquerda e PCP têm corrido melhor, admitiu numa entrevista ao Financial Times o líder socialista António Costa.

Comentários:

JOÃO ALEXANDRE-ABRANTES

Aposentado , Abrantes

Deixem-mo-nos de tretas...este "murro na mesa!" hoje de PPC tem ou não razão de ser?.. claro que tem..porquê?..em primeiro lugar é preciso ter em conta o que se passou ontem à noite, após uma segunda reunião PS / PàF(na anterior o PS acusava a PàF(e bem) de não ter tomado uma iniciativa de compromisso), nesta a PàF avança com algo(tirado do projecto PS e bem) mas o PS diz é "insuficiente"(há muitas mais questões do programa socialista a ter em conta sem contrapor o concreto), ou seja, o PS/o vergonhosamente vencido/diz à PàF /vencedora/,em 4/10/, ou vocês aceitam o nosso "balde!" ou não há "milho para pardais"pois temos "uns pombinhos prontos para o nosso milho!" e depois em segundo lugar hoje numa entrevista internacional AC é taxativo "estamos prontos para um governo de esquerda"..!!!!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:05

Pág. 1/2



Mais sobre mim

foto do autor


calendário

Outubro 2015

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D