Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




UM POUCO DE COERÊNCIA,sff

por O Fiscal, em 22.02.15

A..." PRIMEIRA BATALHA DUMA GUERRA / SEGUNDO ALEXIS TSIPRAS " QUE ESTÁ POSTA PERANTE OS NOSSOS OLHOS ÁCERCA DO «« PROBLEMA GREGO! »» NA UE/EURO, MERECERIA DA PARTE DOS VÁRIOS, RESPONSÁVEIS EXTERNOS E INTERNOS, OPINADORES E OUTROS QUE TAIS, UM POUCO MAIS DE RESPEITO PARA COM TODOS NÓS EUROPEUS. É QUE DÁ A NÍTIDA SENSAÇÃO " ESTAREM A FAZER DE NÓS UNS PARVÓIDES! ". POR UM LADO, É PERFEITAMENTE VISÍVEL DOS LADOS CREDOR/DEVEDOR QUE NÃO SABEM OU NÃO QUEREM " COMO DESCALÇAR A BOTA! ", MAIS PARECENDO UM " EMPURRAR COM A BARRIGA ", POR OUTRO SÔMOS BOMBARDEADOS A TODA A HORA COM " O DIZ QUE DISSE MAS NÃO FOI ISSO QUE AFINAL DISSE " E AINDA HÁ OS QUE QUEREM ATRELAR-SE POLITICAMENTE AO EM CURSO QUER NUM SENTIDO OU NO SEU OPOSTO. POR MIM CONFESSO QUE ESTOU COMPLETAMENTE ÁS ESCURAS NO MEIO DESTA/DIRIA/TOTAL TRAPALHADA, EMBORA ME PAREÇA ESTAR MAIS EM CAUSA A CLASSIFICAÇÃO QUE A RESPEITO DO BADALADO ACORDO (ALIÁS MUITO POUCO OU NADA DIVULGADO)  DE 6ª FEIRA ACABA DE DEIXAR UMA DAS FIGURAS  QUIÇÁ  DAS MAIS EMBLEMÁTICAS DA GRÉCIA...REPRODUZINDO:

http://www.cmjornal.xl.pt/mundo/detalhe/eurodeputado_do_syriza_critica_acordo.html

http://www.publico.pt/mundo/noticia/governo-grego-propoe-ao-eurogrupo-combate-a-evasao-fiscal-e-a-corrupcao-1686950

DEIXO UMA DICA....Manolis instatisfeito...No sábado, ao pronunciar-se pela primeira vez sobre o acordo alcançado no Eurogrupo, Alexis Tsipras disse que a Grécia “deixa para trás a austeridade, o memorando, a troika”, mas que há “dificuldades reais”. “Ganhámos uma batalha mas não a guerra”, afirmou....Apesar de Tsipras ter dito que o acordo permitiu manter a Grécia “de pé e digna”, há sinais de descontentamento nas hostes do Syriza, pelas concessões no Eurogrupo: o veterano Manolis Glezos, de 92 anos, e actualmente eurodeputado que em 1941 tirou a bandeira nazi do cimo da Acrópole, não esconde o desagrado. “Peço desculpa ao povo grego por ter participado numa ilusão”, escreveu no seu blogue, segundo transcrição da Reuters. “Os amigos e apoiantes do Syriza… devem decidir se aceitam esta situação.".......MAS UM POUCO MAIS, ACRESCENTO EU(segundo o reiterado no CM em supra)....MANOLIS...TERIA ACRESCENTADO QUE O QUE VÊ NO ACORDO É MAIS DO MESMO " TROIKADO ", SÓ QUE EM " LINGUAGEM DIFERENTE ", O QUE DEFRAUDA O PROMETIDO AOS GREGOS POR TSIPRAS....A SER ASSIM, O MELHOR SERÁ AGUARDARMOS OS DESENVOLVIMENTOS.....

 

Foto Orestis Panagiotou/EPA Manolis Glezos, aqui com Tsipras, criticou duramente o acordo conseguido 0 COMENTÁRIOS > PARTILHAR 0 TWEET 0 LER MAIS TARDE ENVIAR IMPRIMIR 22.02.2015 16:05 Eurodeputado do Syriza critica acordo Apelo à mobilização dos simpatizantes do partido. O eurodeputado grego do Syriza Manolis Glezos criticou este domingo o acordo que foi alcançado entre o Governo helénico e os parceiros europeus, apelando à mobilização dos simpatizantes do partido para manifestarem a sua posição acerca do mesmo. "A mudança do nome da 'troika' para 'instituições', do 'memorando' por 'acordo' e dos 'credores' por 'parceiros' não altera nada a realidade anterior", assinalou Glezos num artigo publicado num 'blog', noticiou a agência de notícias espanhola EFE. Manolis Glezos pediu a "todos os membros e simpatizantes" do Governo de coligação encabeçado pelo Syriza que decidam "em reuniões extraordinárias a todos os níveis da organização" se aceitam a decisão do executivo de Alexis Tsipras. O emblemático político esquerdista sublinhou que já passou um mês desde as eleições, mas ainda não foi cumprida a promessa do Syriza de "abolir a 'troika' e o programa de resgate". No seu artigo, Glezos pede desculpa aos eleitores gregos por tê-los feito "participar na ilusão" durante a campanha eleitoral de ter um Governo de esquerda, pedindo-lhes uma reação "antes que seja demasiado tarde". Segundo a EFE, fontes governamentais reagiram às críticas apontando para o decorrer das negociações com os países da zona euro, afirmando que Glezos "não faz ideia das duras negociações" com os parceiros europeus.

Ler mais em: http://www.cmjornal.xl.pt/mundo/detalhe/eurodeputado_do_syriza_critica_acordo.html

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:35

BLOG - http://doportugalprofundo.blogspot.pt/

sexta-feira, 20 de fevereiro de 2015

Conde

 
Estará por pouco a detenção de mais um «pezzo da novanta».
 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:55


TERÁ SIDO.... DESCUIDO OU FRONTALIDADE?

por O Fiscal, em 19.02.15

OS DOIS ÚLTIMOS PROGRAMAS TELEVISIVOS DAS 2ªs FEIRAS DA TVI 24 " OLHOS NOS OLHOS ", SENDO MODERADORA A  SRª JUDITE DE SOUSA, COM O COMENTADOR RESIDENTE SR. MEDINA CARREIRA E O CONVIDADO ESPECIAL SR. FRANCISCO SARSFIELD CABRAL, FORAM DEDICADOS Á ANÁLISE DOS TRÊS PEDIDOS DE AJUDA EXTERNA(1976-78, 1983-85 E 2011...) PÓS 25 DE ABRIL. DEVO DIZER QUE ESPERAVA MUITO MAIS DESSAS ANÁLISES. ACHEI-AS SUPERFICIAIS DEMAIS. O DO DIA 9 FOI DEDICADO Á 1ª INTERVENÇÃO DO FMI, O DO DIA 16 FOI PARA A 2ª CHAMADA DO FMI E A DA TROIKA DE 6/4/2011. O COMENTADO NO DIA 9 FOI AGRADÁVEL DE SEGUIR DEVIDO AO FACTO DE MEDINA CARREIRA TER SIDO "ACTOR!" DIRECTO(POIS NA ALTURA ERA MF DO ENTÃO GOVERNO DE MÁRIO SOARES) E DAÍ TERMOS FICADO A SABER ALGUNS "SEGREDOS!" DE PORMENORES QUIÇÁ DE DESCONHECIMENTO GERAL COMO AS COISAS SE PASSARAM. JÁ NO RESPEITANTE AO OCORRIDO NO DIA 16, NÃO TERÁ SIDO UMA DECEPÇÃO MAS QUASE, POIS AO ABORDAREM O VERIFICADO EM 1983 FOI MUITO AO DELEVE QUE SE TOCOU NAS TAIS DURAS MEDIDAS IMPOSTAS PELO ENTÃO MF ERNÂNI LOPES SOB A BATUTA DO ENTÃO PM/DE NOVO!/ MÁRIO SOARES / p.ex.não se falou de impostos agravados, impostos extraordinários, umas certas rectroactividades fiscais , cortes á função pública-subsídios,etc., da chaga dos salários em atraso, dos inúmeros encerramentos de empresas em várias e bem identificadas zonas do país, das fortes contestações/insultos/vaias ao governo e seus membros desde PM na rua, dumas tais manifestações de bandeiras pretas,etc.(Medina limitou-se a recordar, o que se passou em Setúbal e papel do seu bispo Manuel Martins/que por isso ficou conhecido como o bispo vermelho/e duns "arrufos!" a que assistiu ao ir a S. Bento conversar com MS  e á saída os dois de carro se terem visto rodeados de contestatários barulhentos e insultuosos), JÁ QUANTO Á TROIKA DE 2011 DISSE-SE O MAIS SUPÉRFULO QUE SE PODIA AFIRMAR SOBRE O QUE NOS TROUXE ATÉ ELA, SEUS RESPONSÁVEIS, DIFICULDADES DELA RESULTANTES E DIFERENÇAS DAS OUTRAS.

SÓ QUE NO ACALORAMENTO DA ABORDAGEM NO DIA 16, POR ISSO OU TALVEZ NÃO, HOUVE NO MEIO DE UMA CERTA CONFUSÃO DE DATAS E FACTO EM CAUSA, UMA ALUSÃO A UM OCORRIDO ACTO ELEITORAL EM 1986 E UMA FAMOSA OCORRÊNCIA NA RESPECTIVA CAMPANHA(isso estava a ser abordado pelo convidado de modo algo confuso) E AÍ MEDINA CARREIRA INTERVEIO, MAIS OU MENOS ASSIM, ««« ESTÁS A REFERIR-TE ÁS PRESIDENCIAIS DE 1986 E A ALGO ACONTECIDO AO CANDIDATO MÁRIO SOARES NA MARINHA GRANDE..BEM, BEM, ISSO NÃO PASSOU DE UMA ENCENAÇÃO »»».      MUITOS TERÃO FICADO SURPREENDIDOS COM ESTA SAÍDA DE MC( POR MIM NEM TANTO ASSIM / FAZIA PARTE ENTÃO DO MASP-1 / ISSO FOI NO DIA EM QUE MS PASSAVA AQUI POR ABRANTES E FOI-ME DADO VER OS REFLEXOS). É NOTÓRIA A APRECIAÇÃO QUASE INCONDECIONAL DE MC POR MS, MAS,TAMBÉM É CONHECIDA A FRONTALIDADE DE MC, PELO QUE DESCUIDO NÃO FOI...

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:44


ÁS VEZES IMPÕE-SE!

por O Fiscal, em 16.02.15

http://www.publico.pt/mundo/noticia/pedido-de-antecipacao-do-reembolso-ao-fmi-nas-maos-do-eurogrupo-1686346

Eurogrupo aceita que Portugal reembolse FMI e poupe 500 milhões em juros

Eurogrupo deu luz verde para reembolsar antecipadamente o FMI em cerca de metade do empréstimo concedido.

A ministra das Finanças oficializou o pedido, os membros do Eurogrupo aceitaram, e o comissário europeu Pierre Moscovici quantificou o valor que deverá ser poupado por Portugal com o reembolso antecipado de parte do empréstimo do FMI: 500 milhões de euros, ou mais. O pedido de autorização formal de Portugal aos outros membros do clube da moeda única foi rapidamente aceite, e na conferência de imprensa que serviu para dar conta do ponto de situação das negociações com a Grécia, o presidente do Eurogrupo, Jeroen Dijsselbloem, afirmou que esse passo ajudará à “sustentabilidade da dívida” portuguesa.

Jeroen Dijsselbloem realçou que falta ainda o acordo dos países europeus que não pertencem à moeda única, mas que não haverá problemas nesse sentido na reunião desta terça-feira do Ecofin (onde se reúnem todos os ministros das Finanças). Depois, segue-se ainda uma fase de aprovação em alguns parlamentos nacionais, como será o caso da Alemanha, da Holanda, e da Finlândia.

Na linha do discurso de Dijsselbloem, tanto Pierre Moscovici como a directora-geral do FMI, Christine Lagarde, fizeram questão de apontar Portugal como um bom exemplo da aplicação das medidas negociadas com a troika de credores (BCE, Comissão Europeia e FMI).

A autorização pedida por Portugal é necessária porque existe uma cláusula associada aos empréstimos da troika que obriga o país a reembolsar igualmente todos os credores em caso de pagamento antecipado.

Os parceiros europeus, assim como o Fundo Europeu de Estabilização Financeira (EFSF, na sigla inglesa), devem portanto conceder a autorização a Portugal para pagar apenas ao FMI, abdicando do seu direito de serem reembolsados de igual modo, explicitou Maria Luís Albuquerque na conferência de imprensa desta tarde.

O FMI emprestou 26.350 milhões de euros, cerca de um terço do valor total da troika (78.000 milhões). Agora, o Governo português quer pagar 14 mil milhões de euros em dois anos e meioantecipação que irá proporcionar a poupança de pelo menos 500 milhões em juros referida por Moscovici. “Esperamos que o pagamento antecipado resulte numa poupança líquida não inferior a 500 milhões de euros em juros para Portugal”, disse o comissário. Até agora, o Ministério das Finanças não tinha adiantado quaisquer estimativas de valores de poupança.

Comentários:

 

JOÃO ALEXANDRE-ABRANTES

Aposentado , Abrantes

Sobre esta questão "reembolso ao FMI", apetece-me, ressalvar que nem todos os média´s, parecem estar a gostar da quiçá positividade desta iniciativa do governo, é que se nota perfeitamente pela forma como é noticiada de forma simplística(o que devo dizer não é aqui o caso do público)..mas..o que tem de tão importante esta proposta?..na minha opinião, antes de mais, é um sinal da credibilidade que o país recuperou desde o descrédito(?) a que chegou na primavera de 2011, por outro lado, é justo reconhecer o trabalho do MF para tal objectivo, por outro,claro que tal não representa qualquer reestruturação/renegociação da dívida(como já se apressaram a dizer aqueles que nunca querem dar méritos ao governo/alvitrando que já o tinham defendido), mas sim tentar aliviar juros versus austeridade!!!!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:44

1 - http://doportugalprofundo.blogspot.pt/

sexta-feira, 13 de fevereiro de 2015

A liberdade de Costa
 
António Costa decidiu limitar a circulação de carros classificados como mais poluentes (construídos antes do ano 2000) na avenida da Liberdade, em Lisboa (Deliberação n.º 642/CM/2014 da CMLisboa, de 29-10-2014 - Proposta n.º 642/2014, subscrita por si próprio), depois de comprar nessa mesma rua um apartamento para viver.
 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:54


NÃO ERA ESCUSADO?

por O Fiscal, em 13.02.15

http://www.publico.pt/politica/noticia/ps-perplexo-com-elogios-do-governo-a-resultados-mediocres-1686032

PS perplexo com elogios do Governo a "resultados medíocres"

Maioria congratula-se com crescimento de 0,9% da economia portuguesa em 2014.

O líder parlamentar do PS mostrou-se nesta sexta-feira surpreendido com o bom acolhimento por parte da maioria PSD/CDS-PP de indicadores económicos que considera serem "medíocres", ao comentar estimativas do Instituto Nacional de Estatística (INE).

"Os resultados são medíocres e são comemorados como se de vitórias se tratasse. É algo que nos deixa perplexos. Mas já pouca coisa nos deixa perplexos, já há algum tempo, nas várias análises que o Governo faz", afirmou Ferro Rodrigues, na Assembleia da República.

O INE divulgou hoje uma estimativa rápida de que o Produto Interno Bruto (PIB) registou um aumento homólogo de 0,7% no quarto trimestre de 2014 e de 0,9% no conjunto do ano passado.

"Confirmam as preocupações que o PS tem manifestado em relação à anemia do crescimento (económico) em Portugal", lamentou o deputado socialista.

A previsão do INE fica aquém das estimativas do Governo que, no Orçamento do Estado para 2015 (OE2015), apontava para um crescimento da economia nacional de 1% no conjunto de 2014.

"No quarto trimestre de 2014, o PIB terá crescido em termos homólogos 0,7%, o que quer dizer que cresceu 0,7% face ao quarto trimestre de 2013. Isto significa que, ao longo dos últimos cinco trimestres, este é o pior em matéria de crescimento homólogo", concluiu Ferro Rodrigues.

Comentários:

JOÃO ALEXANDRE-ABRANTES

Aposentado , Abrantes

O líder parlamentar PS sr. Ferro Rodrigues perdeu aqui uma excelente oportunidade para ficar calado...de facto ainda não há razões para um certo foguetório da maioria PSD-CDS e seu governo, mas, valha a verdade que também não há razões para o tacticismo bacoco da desvalorização por parte do PS...vem isto a propósito da estimativa hoje divulgada pelo INE sobre o comportamento da economia em 2014...ter-se-á verificado um crescimento anual positivo de 0,9%...é muito fraco? sim é, mas, tal positividade vê-se pela 1ª vez desde 2010 (ainda éramos governados pelo PS, o tal que nos levou em meados de 2011 á necessidade de novo pedido de ajuda externa/pois precisavamos de dinheiro como de pão para a boca), pela mão de PPC e em ano em que nos livrámos da troika e tal tem a importância que tem..!!!!!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:34


ELE HÁ CADA UMA!

por O Fiscal, em 13.02.15

ONTEM AO FINAL DO SERÃO FUI PARA A " DEITA! ", APÓS VISIONAR AS NOTÍCIAS TELEVISIVAS, ONDE SE ASSINALAVA COMO «« ÚLTIMA HORA »» NO CONSELHO EUROPEU DE HOJE, PEDRO PASSOS COELHO NÃO CUMPRIMENTOU ALEXIS TSIPRAS, MAS AINDA PUDE VER O QUE O NOSSO PM, NA SUA HABITUAL ABORDAGEM AOS JORNALISTAS NO FINAL DE CADA CIMEIRA, TINHA A DIZER SOBRE A QUESTÃO (DISSE ELE QUE NÃO TINHA TIDO OPORTUNIDADE DE FALAR COM O PM GREGO). SENDO ASSIM E ATENDENDO A QUE EM TAIS CIMEIRAS PARTICIPAM MUITO POUCAS DEZENAS DE PESSOAS, QUE SE REUNEM NUMA SALA Á VOLTA DE UMA LARGA MESA, QUE É VISÍVEL TEREM Á MARGEM MOMENTOS DE CONTACTOS INTER-PARES E QUE COSTUMAM PERFILAR-SE EM DETERMINADO LOCAL PARA A FOTOGRAFIA DE FAMÍLIA, É MUITO POUCO PLAUSÍVEL QUE NÃO SE TENHAM CRUZADO, PELO QUE DE DUAS UMA:

1 - SE PASSOS COELHO E TSIPRAS SE EVITARAM A POSSÍVEL CONTACTO, COMO PRIMEIROS MINISTROS DE DOIS PAÍSES DEMOCRÁTICOS, TAL É TOTALMENTE INTOLERÁVEL POR PARTE DE AMBOS;

2 - NÃO ACREDITO, ATÉ PROVA EM CONTRÁRIO, QUE PEDRO PASSOS COELHO TENHA TOMADO  ELE PRÓPRIO A INICIATIVA DE SE FURTAR A UMA ABORDAGEM  COM TSIPRAS, PORQUE, ISSO SERIA UM ERRO DE PALMATÓRIA INCONCEBÍVEL;

AGUARDEMOS DESENVOLVIMENTOS....

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:51


MANIFESTOS...OU...MANIFESTANTES?

por O Fiscal, em 12.02.15

http://www.publico.pt/politica/noticia/apelo-a-passos-para-rever-posicao-face-a-grecia-1685846

Personalidades apelam a Passos para rever posição sobre a Grécia

Numa carta dirigida ao primeiro-ministro, vários cientistas, economistas, embaixadores e políticos de todos os sectores defendem que é “do interesse de Portugal contribuir activamente para uma solução multilateral do problema das dívidas europeias” e que é “contraproducente” a forma como o Governo encara o problema grego.

A carta tem duas ideias principais: O Governo português, ao insistir, a propósito da Grécia, que “a política de austeridade prosseguida se deve manter inalterada”, escolhe um caminho “contraproducente”; mais ainda quando esta é, na opinião dos subscritores, uma “oportunidade que não pode ser desperdiçada para um debate europeu sobre a recuperação das economias e das políticas sociais”.

No momento em que Passos Coelho se prepara para enfrentar um dos mais decisivos Conselhos Europeus do seu mandato, esta quinta-feira, em Bruxelas, a carta surge com diversas intenções. Um “apelo”, um “pedido”, um “alerta à opinião pública”. É assim que vários dos autores descrevem ao PÚBLICO esta iniciativa.

Subscrevem esta carta vários dos dinamizadores do anterior “Manifesto dos 74”, sobre a renegociação da dívida portuguesa, como António Bagão Félix, Francisco Louçã, João Cravinho e Carvalho da Silva. Mas esta carta tem outros nomes que, adianta Pedro Adão e Silva, um dos autores, “revelam que há um consenso alargadíssimo na sociedade portuguesa, de que o Governo não faz parte”. No campo político, há personalidades de todos os quadrantes: Octávio Teixeira (PCP), Mariana Mortágua (BE), José Reis (Tempo de Avançar), Carlos César (presidente do PS), Pacheco Pereira (PSD), Ricardo Bayão Horta (CDS). A principal novidade é a inclusão de cientistas que habitualmente não integram este tipo de manifestos, como Maria Mota (Prémio Pessoa 2013) e Mónica Bettencourt Dias, por exemplo.

Para Octávio Teixeira, esta carta aponta a abordagem “completamente errada” do Governo português face à Grécia: “Portugal tem problemas idênticos e não deve ter uma posição de total oposição à abertura de negociações. Por isso alertamos o primeiro-ministro para o seu dever de pensar o nosso país também. O que tem sido dito é contrário aos interesses de Portugal.” Pedro Adão e Silva salienta, ainda, que a carta rejeita “uma solução bilateral” e aponta o caminho “de uma resposta europeia”. José Reis, director da Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra, concorda: “Antes de ser grego ou português, este é um problema europeu. A solução só pode ser cooperativa, solidária e europeia.”

Para Francisco Louçã, “Portugal não se pode isolar de um debate que pode ser decisivo ou perigosíssimo para a Europa”. O perigo está na tentação de forçar “a saída da Grécia do euro”, o que seria “gravíssimo”.

O almirante Melo Gomes, ex-chefe do Estado-Maior da Armada, considera que “a situação mais perigosa" para Portugal seria ficar isolado "com uma posição radical, e não com uma atitude construtiva e de aproximação” face à Grécia.

O discurso do primeiro-ministro, a este respeito, tem apontado a Grécia como um caso “singular” no contexto europeu. "A Europa tem o dever e o interesse em ajudar a Grécia a ultrapassar os seus problemas, o que não pode é fazê-lo de qualquer maneira, o que não se pode dizer é que a Grécia é um problema da Europa, dos portugueses, dos espanhóis e dos franceses."

Já o Presidente da República proferiu esta quarta-feira declarações ainda mais duras: "A Grécia não pode fazer o que bem entende." Para Cavaco Silva, "Portugal tem vindo a demonstrar solidariedade em relação à Grécia para que ela permaneça na zona do euro. Além do empréstimo que fizemos à Grécia de cerca de 1100 milhões de euros, Portugal tem vindo a transferir para a Grécia o produto dos juros das obrigações na posse do Banco de Portugal, o que significa muitos milhões de euros que saem da bolsa dos contribuintes portugueses". Esta última afirmação é polémica, uma vez que os juros das obrigações gregas apenas são incluídos no Orçamento português por uma questão “política”, dado que o BCE – que é quem de facto compra a dívida grega, e não os “contribuintes portugueses” – acordou com os Estados-membros um processo de devolução indirecta dos juros, tal como foi decidido no processo de reestruturação da dívida helénica.

A afirmação de Cavaco levou Carlos César a acusá-lo de ter “pouco sentido de Estado”. Octávio Teixeira prefere a ironia: “Estar calado é mau, mas é melhor do que dizer coisas destas…”

Comentários:

JOÃO ALEXANDRE-ABRANTES

Aposentado , Abrantes

Deixem-me que observe ««« desconfio muito das intenções destes subscritores de "manifestos". São sempre os mesmos(lembremo-nos, pelo menos, do intitulado dos 74/faltam aqui 42?). É que todos(?) participaram num fórum que apregoou "têmos que correr já com o PM/PPC claro/ nem que seja á paulada". Por outro lado, muitos deles, têm graves e sérias responsabilidades no ao que o país chegou na primavera de 2011. Entendo que o povo grego, com algumas culpas próprias, foi vítima, tal como o povo português, de políticos irresponsáveis, não sendo merecedor de uma qualquer segregação/sim apoio, mas, cujos políticos actuais têm que ser acima de tudo responsáveis(isso tem sido um tanto descurado),por cá felizmente desde 2011, há um PM determinado/sensível/não pressionável por certos modos obscuros»»»!!

MAS DIRIA AINDA MAIS....É DE TER EM ATENÇÃO, QUE, MUITAS DESTAS PERSONALIDADES " TOPO? " DESTE GRUPO DE 32, TAL COMO OUTRAS(QUE COM ESTAS TAMBÉM FAZIAM PARTE DOS 74 DE HÁ UNS TEMPOS) QUE POR SINAL VAMOS VENDO DE SEMANA EM SEMANA NAS TV´s BOTANDO BOCAS DE COMENTÁRIO(POR SINAL MUITO BEM PAGAS / SEM SABERMOS O SEU TRATAMENTO FISCAL), NEM AO MENOS TÊM TIDO A OMBRIEDADE DE UMA DESCULPA PERANTE POSIÇÕES PRECIPITADAS DE QUE TÊM SIDO PROTAGONISTAS PERIODICAMENTE DURANTE O MANDATO DESTE ACTUAL PM ( DESDE O IRMOS A CAMINHO DO DESASTRE? / EM ESPIRAL RECESSIVA? / QUIÇÁ PARA UM SEGUNDO RESGATE? / SAÍDA DA TROIKA LIMPA OU SUJA? / CONTROLE OU DESCONTROLE DE DÉFICE? / CUMPRIMENTO DE METAS? / REGRESSO A MERCADOS?, ETC, ETC)......NÃO SERÁ DE ESTAR COM UM PÉ ATRÁS COM INDIVIDUALIDADES DESTAS?

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:46


COERÊNCIA?

por O Fiscal, em 10.02.15

QUANDO ESTOU EM DESACORDO " MANIFESTO-ME", MAS, TAMBÉM EM CASO DE ACORDO, GOSTO DE ME " PRONUNCIAR ".... VEM ISTO A PROPÓSITO, POR EXEMPLO, DE OPINIÕES EMITIDAS PELO SR. MÁRIO SOARES, DESIGNADAMENTE NO RESPEITANTE Á SITUAÇÃO DO SR. SÓCRATES. DESTA VEZ E TOMANDO POR BASE O SEU HABITUAL ARTIGO DAS 3ªs FEIRAS NO DIÁRIO DE NOTÍCIAS, NA SUA EDIÇÃO DE HOJE,  ENTÃO " NÃO É QUE NÃO POSSO ESTAR MAIS EM CONSONÂNCIA ":

Mário Soares: "Os que roubaram, lesando o País, estão à solta"
10 Fevereiro 2015,

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:36

ANDA POR AÍ MUITA GENTE " QUIÇÁ MUITO INCOMODADA! " COM A INVESTIGAÇÃO JUDICIAL, DENOMINADA DE " OPERAÇÃO MARQUÊS ". É EVIDENTE QUE O INCÓMODO TEM A VER COM A SITUAÇÃO INERENTE A UM DOS JÁ ARGUIDOS / DETIDOS PREVENTIVAMENTE «« O SR. SÓCRATES »». CLARO QUE O OCORRIDO NAQUELA SEMANA DE NOVEMBRO DE 2014 (CONCRECTAMENTE DE 20 A 24) REDUNDOU NUMA " SURPRESA INAUDITA! " PARA ALGUNS(MUITOS). CLARO QUE A EQUIPA DE INVESTIGAÇÃO (vg OS SRS. PROCURADOR ROSÁRIO TEIXEIRA E JUIZ CARLOS ALEXANDRE) TERIAM DE ESTAR PREPARADOS PARA O QUE A PARTIR DAÍ SERIA EXPECTÁVEL VIR A ASSISTIR-SE. CLARO QUE MUITO POUCOS ESPERARIAM QUE FOSSE POSSÍVEL, FACE AOS JÁ 40 ANOS DE VIVÊNCIA DEMOCRÁTICA/CONSEQUENTE ESTADO DE DIREITO DEMOCRÁTICO, CHEGAR-SE AO QUE TÊMOS VINDO A PRESENCIAR, Á PORTA DO " MEDIÁTICO! " ESTABELECIMENTO PRISIONAL DE ÉVORA E EM ÓRGÃOS DE COMUNICAÇÃO SOCIAL. CLARO QUE NÃO SERIA ALGUMA VEZ PRESUMÍVEL PARA MUITOS VEREM ALI(p.ex:)COMPORTAMENTOS DE UMAS CERTAS PERSONALIDADES DITAS DEMOCRATAS MAIS Á SEMELHANÇA DE DITADORES. CLARO QUE É DEVERAS INADMISSÍVEL PARA OS QUE SE CONSIDEREM VERDADEIROS DEMOCRATAS VER " CIDADÃOS! " NÃO ANÓNIMOS, ANTES PELO CONTRÁRIO, USANDO AQUELES MEIOS PARA NUMA " CEGUEIRA DE DEFESA ", RECORRER A, INSULTOS, DENEGRIÇÕES, INSINUAÇÕES E ATÉ AMEAÇAS ÁQUELES MAGISTRADOS.

VEM ISTO A PROPÓSITO....DE POSIÇÕES LEVADAS MESMO AO EXTREMO COMPORTAMENTAL MAIS "VERGONHOSO!",COMO TEM SIDO(DIGA-SE REITERADAMENTE) O CASO DO SR. MÁRIO SOARES MAS NÃO SÓ(QUASE EXCLUSIVAMENTE LIGADAS AO PS). ACONTECE CONTUDO QUE, NOS ÚLTIMOS DIAS,O CASO, ESTÁ A ATINGIR TAIS  PROPORÇÕES QUE MERECEM UMA SÉRIA PONDERAÇÃO. TÊM VINDO A LUME POSIÇÕES DE ALGUMAS ORGANIZAÇÕES(p.ex. área sindical judicial)ENTENDENDO PODER JUSTIFICAR-SE UMA INTERVENÇÃO DA PGR(PARECE ESTAR EM CAUSA O ÚLTIMO ARTIGO DE OPINIÃO NO DN DE MS "ex.vi." SUA EXPRESSÃO «« O JUIZ CARLOS ALEXANDRE QUE SE CUIDE »»). MAS ONTEM NA AR FÔMOS PRENDADOS!(DIRIA EU) SOBRE A MATÉRIA POR REACÇÕES DA SRª MJ PAULA TEIXEIRA DA CRUZ VERSUS SR. DEPUTADO PS JORGE LACÃO:

http://www.noticiasaominuto.com/pais/344302/e-de-recear-separacao-de-poderes-se-ps-ganhar-eleicoes.....

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:41

Pág. 1/2



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

calendário

Fevereiro 2015

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728



Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D